Notícia esportiva em primeiro lugar!

Andressa de Morais conquista prata na final da Liga Diamante

Andressa de Morais conquista prata na final da Liga Diamante

Assessoria de Imprensa da CBAt

Fonte: CBAt

Andressa de Morais, prata em Bruxelas (Ricardo Bufolin/CBAt)

A paraibana Andressa Oliveira de Morais (Pinheiros) conseguiu nesta sexta-feira (dia 31) um resultado espetacular. Ela terminou em segundo lugar no lançamento do disco da etapa final da Liga Diamante, o principal circuito de competições da IAAF, disputada em Bruxelas, na Bélgica.

A recordista sul-americana obteve a marca de 64,65 m e só foi superada pela cubana Yaimé Pérez, com 65,00 m. As duas bateram a croata Sandra Perkovic, bicampeã olímpica e bicampeã mundial, a grande favorita da prova, que ficou em terceiro lugar, com 64,31 m.

Andressa, campeã brasileira, sul-americana e ibero-americana, conseguiu a marca no último lançamento e chegou a liderar a competição. Yaimé superou a brasileira em sua última tentativa. As duas só puderam comemorar o ouro e a prata, depois que Sandra Perkovic lançou a 63,72 m.

Finalista no Mundial de Londres 2017, a atleta classificou-se para a final após disputar quatro etapas da Liga Diamante. Ela ficou em quarto lugar em Londres, Doha e Paris, e em sétimo em Roma. “Estou muito feliz. O resultado mostra, mais uma vez, que o trabalho que venho fazendo com o meu técnico está dando certo”, disse a atleta, referindo-se ao especialista cubano Julián Mejia. “Aliás, não estou conseguindo tudo isso sozinha. Tenho de agradecer a muita gente”, completou.

O paulista Thiago Braz da Silva, campeão olímpico do salto com vara, também participou das finais de Bruxelas. O brasileiro terminou em 10º lugar, com 5,53 m. O russo Timur Morgunov foi o campeão, com 5,93 m. O norte-americano Sam Kendricks ficou em segundo lugar, com 5,88 m, seguido do canadense Shawn Barber, com 5,83 m.

Na quinta-feira (30), nas finais da Liga Diamante de Zurique, na Suíça, Darlan Romani terminou em quarto lugar no arremesso do peso, em outra grande apresentação, com a marca de 21,94 m – 1 cm apenas abaixo de seu recorde sul-americano.

Deixe um comentário