Notícia esportiva em primeiro lugar!

Andressa Morais vence Troféu Brasil

Bragança Paulista – Depois de grande temporada internacional, encerrada com

a conquista da medalha de ouro no arremesso do peso na Copa Continental,

em Ostrava, na República Tcheca, Darlan Romani (Pinheiros-SP),

voltou para casa para a disputa do Troféu Brasil Caixa de Atletismo 2018.

Darlan, enfim, alcançou os 22 m, ao conseguir a marca na terceira tentativa,

nesta sábado (dia 15), segundo dia do Troféu Brasil, em disputa no estádio

do Centro Nacional de Desenvolvimento do Atletismo (CNDA), em Bragança Paulista (SP).

Darlan conquistou o sétimo título na prova no torneio, ao superar cinco vezes

o recorde do Troféu Brasil, que era dele mesmo, de 20,84 m, feito em 2014.

Logo na primeira tentativa ele fez 21,46 m, queimou a segunda,

na terceira fez 22,00 m, na quarta 21,91 m, na quinta 21,61 e na sexta 21,98 m.

Assim, superou também os recordes brasileiro e sul-americano, de 21,95 m,

que fizera este ano na Liga Diamante de Eugene, nos Estados Unidos.

O primeiro título do Troféu Brasil foi em 2012, quando arremessou 19,42 m.

De lá pra cá, superou a barreira dos 21 metros, foi finalista olímpico no Rio 2016

e agora chega a um novo patamar, nos 22 m.

O Ranking Mundial permanente conta com apenas 28 atletas, que alcançaram essa marca.

“A temporada no exterior foi muito boa, mas na volta de Ostrava falei com o meu treinador,

que ainda faltava superar essa marca. Finalmente conseguimos”,

disse o campeão, de 27 anos, nascido em Concórdia (SC),

que treina com o cubano Justo Navarro, no CNDA, em Bragança.

“A cada marca que superamos fica mais difícil, temos que trabalhar mais.

Agradeço todo o apoio que recebo, aos meus patrocinadores, à CBAt.

É muito bom treinar em Bragança, que parece muito com minha cidade,

e tem essa estrutura”, completou. “Agora vou descansar alguns dias”,

disse Darlan que distribuiu autógrafos e tirou fotos com outros atletas e fãs.

Para Justo Navarro, a marca não foi surpresa: “Ele estava arremessando

perto dos 22 metros, era questão de tempo”, disse Justo, que treina Darlan desde 2010,

quando o atleta foi finalista no Mundial Juvenil de Moncton, no Canadá.

Andressa (foto de instragran) vence

disputa com Fernanda no disco
No lançamento do disco, a disputa foi entre

Andressa Oliveira de Morais (Pinheiros-SP),

atual recordista sul-americana com 65,10 m,

que também fez boa temporada no exterior

(foi a segunda na Liga Diamante) e Fernanda Martins (Orcampi Unimed-SP),

que chegou a liderar parte da prova, com 64,66 m (recorde do Troféu Brasil e

melhor marca pessoal), até ser superada por Andressa, que 64,75 m.

“Esse ano foi bom, claro que sempre quero melhorar, mas os resultados

que alcancei me dão motivação para o ano que vem, que tem competições

importantes, como o PAN e o Mundial”, afirmou a campeã.

No 4×100 m masculino, o Pinheiros venceu com 38.33 (recorde do Troféu).

PÓDIO 3ª ETAPA

Arremesso do peso masculino
1º Darlan Romani (Pinheiros-SP) 22,00 m
2º Willian Dourado (ARPA São José do Rio Preto-SP) 19,61 m
3º Welington Silva Morais (Pinheiros-SP) 19,37 m

4×100 m feminino
1º Orcampi Unimed – 43.73
2º Pinheiros – 43.82
3º UCA – 45.87

4×100 m masculino
1º Pinheiros – 38.33
2º Orcampi Unimed – 39.71
3º UCA – 39.75

Lançamento do disco feminino
1º Andressa Oliveira de Morais (Pinheiros-SP) 64,75 m
2º Fernanda Raquel Borges (Orcampi Unimed-SP) 64,66 m
3º Izabela Rodrigues da Silva (Orcampi Unimed-SP) 57,25 m

800 m feminino
1º July Ferreira da Silva (Orcampi Unimed-SP) 2:05.00
2º Kleidiane Barbosa Jardim (Orcampi Unimed-SP) 2:05.22
3º Jaqueline Beatriz Weber (AMO-RS) 2:06.14

O Troféu Brasil Caixa de Atletismo é realizado pela CBAt, co-organizado pela FPA, com apoio da Prefeitura de Bragança Paulista.

Assessoria de Imprensa da CBAt

 

Deixe um comentário