Paraíba, Brasil e Mundo

Carlinhos Paraíba vai jogar no Japão

Carlinhos Paraíba nasceu em Rio Tinto e jogou na Desportiva e Nacional de Patos. Foto - site do São Paulo

Revelado na Desportiva Guarabira, com passagem pelo Nacional de Patos, Coritiba-PR e Santa Cruz-PE, o paraibano Carlinhos Paraíba segue o destinos de outros craques da Paraíba e vai jogar fora do Brasil.  Ele é natural de Rio Tinto, litoral norte da Paraíba.

O Diário do Grande ABC anuncia que, a diretoria do São Paulo anunciou nesta quinta-feira o empréstimo do volante Carlinhos Paraíba ao Omiya Ardija, que disputa a primeira divisão do futebol japonês.

O meio-campista foi cedido até o final deste ano e o clube do Morumbi vai receber US$ 500 mil pela negociação. Após o encerramento desse período, o jogador poderá ser adquirido em definitivo pelo clube por US$ 1,5 milhão.

Carlinhos Paraíba chegou a um acordo com o São Paulo para ser liberado após o treino da tarde de quarta-feira. Nesta manhã, ele deixou o CT em Cotia e seguiu para a Barra Funda, onde assinou a sua liberação e o contrato com o novo clube. “O Carlinhos sempre foi muito profissional e nós do São Paulo desejamos sorte a ele no Japão”, disse Adalberto Baptista, diretor de futebol do clube do Morumbi.

No São Paulo desde o início de 2010, após passagem pelo Coritiba, Carlinhos Paraíba se destacou no clube pela polivalência. No total, disputou 79 partidas pelo clube e marcou dois gols nesse período. O volante disputou a sua última partida pelo time do Morumbi em novembro, contra o Atlético Paranaense, pela 35ª rodada do último Campeonato Brasileiro.

Antes de Carlinhos Paraíba, o São Paulo havia perdido outro volante no início deste ano, já que Jean se transferiu para o Fluminense. Apesar disso, ocCube ainda conta para a posição com Cleber Santana, o recém-contratado Fabrício, Wellington, Casemiro e Denílson.

Entre os destaques paraibanos que foram atuar no futebol estrangeiros estão Hulk, Marcelinho Paraíba, Ailton Mogeiro, Ricardinho, Almir, Mazinho, Maurício Cabedelo, Maia, Clodoaldo, Jorginho.

O prazer de dirigir bem equipado

Deixe um comentário