Notícia esportiva em primeiro lugar!

Amigos de infância, paraibanos são convocados para Seleção Brasileira de Futsal

  1. Amigos de infância, paraibanossão convocados para Seleção Brasileira de Futsal

João Neto

Esta é a primeira convocação para os atletas, que no início da carreira jogaram juntos no Benfica Futsal de João Pessoa.

Portal T5

 12h35 – Atualizado 11/06/2018 às 12h35

Suelton

Dois jogadores paraibanos foram convocados para a Seleção Brasileira de Futsal. Trata-se do goleiro João Neto e o ala Suelton, ambos com 26 anos. A lista foi divulgada pela Confederação Brasileira de Futsal (CBFS) no último sábado (9). Eles vão disputar a Liga Sul-Americana da modalidade que acontece na China de 13 a 23 de agosto deste ano.Esta é a primeira convocação para os atletas, que no início da carreira jogaram juntos no Benfica Futsal de João Pessoa. Amigos de longas datas, agora os atletas vão compartilhar novas experiências, desta vez, defendendo o Brasil.“Joguei com o Suelton dos 9 aos 21 anos. Ele é um irmão pra mim. Temos uma amizade forte, de longas datas. E quis o destino que nossa primeira oportunidade na Liga Futsal fosse juntos, em 2013, na época na Copagril de Marechal Rondon, e que nossa primeira convocação pra Seleção fosse juntos também. Não poderia ser melhor. Foi mais uma particularidade para tornar este momento mais especial, pois ele é, certamente, o maior amigo que fiz nestes anos todos no futsal”, destacou.João Neto deu os primeiros passos na quadra aos 6 anos, jogando pelo Benfica onde permaneceu até os 21 anos. De lá para cá a trajetória inclui passagens pelo Botafogo, Treze e João Pessoa Futsal. As boas atuações garantiram seu passaporte para defender equipes no Sul do país. Em 2013 ele deixou a capital paraibana para atuar no Copagril, onde foi campeão paranaense naquele ano, e ficou até 2015. Depois passou por Concórdia-SC, entre 2016 e 2017, e atualmente defende o Jaraguá-SC.

Foi mais uma particularidade para tornar este momento mais especial, pois ele é, certamente, o maior amigo que fiz nestes anos todos no futsal

João Neto, goleiro

“Fiquei até sem reação na hora, meio paralisado, sabia nem o que falar, tampouco o que pensar. É a realização de um grande sonho. É o objetivo pessoal de todo e qualquer jogador. Vinha lutando por isso desde o ano passado, alimentando este objetivo comigo e buscando equilibrar as expectativas. Chegou o momento. Veio na melhor fase da minha carreira, sem dúvidas. Estou muito feliz e muito agradecido a Deus, a minha família, minha noiva e todos aqueles que contribuíram direta e indiretamente para isso, que não tem como citar, pois são muitos”, disse ao Portal T5.

Sobre suas referências na modalidade, o atleta explica que considera Ferreti um ícone do futsal. Para ele, a convocação se deve, em parte, ao clube onde atua e as campanhas na Liga Nacional. “A minha vinda para Jaraguá foi muito importante. Uma equipe de tradição, de camisa, somado, claro, a um início de ano forte, onde estamos fazendo boas campanhas na Liga Nacional e no Estadual. Além disso, estou tendo a oportunidade de trabalhar com um grande elenco, apesar de jovem, que tem me ensinado muito, e com uma comissão técnica que dispensa comentários, liderada pelo Ferretti, que é o maior vitorioso do futsal brasileiro. Tem sido um imenso prazer e aprendizado estar com ele e todos aqui”, esclareceu.

Com mais um degrau alcançado em sua trajetória profissional, João Neto fez questão de lembrar quem o ajudou ao longo da carreira. Nomes que foram essenciais na formação do atleta.

“Em toda trajetória, muitas pessoas me ajudaram, mas queria fazer uma menção especial a duas pessoas: meu treinador Antônio Gama, que me fez crescer muito, em todos os sentidos, quem considero como segundo pai, e meu treinador de goleiros Carlos Pinto, que foi um anjo na minha caminhada, quem não mediu esforços para me ver feliz e realizado. Não poderia deixar de citar meus pais novamente, porque, embora eu tenha me dedicado ao extremo enquanto estive aí, tenha buscado todas as formas possíveis para manter a chama do meu sonho acesa, ela só pôde se manter assim graças a eles, que deram um suporte incrível pra mim e todas as equipes que defendi”, contou ao Portal T5.

Fiquei até sem reação na hora, meio paralisado, sabia nem o que falar, tampouco o que pensar. É a realização de um grande sonho

João Neto, goleiro

Fotos: Carina Ribeiro/Assessoria Copagril

Amigos de infância na Seleção – A trajetória de Suelton é parecida com a de João Neto. Ele começou a jogar aos 7 anos na escolinha do João machado, um ano depois foi para escolinha do SESC e em seguida se transferiu para o Benfica Futsal, onde atuou dos 9 até os 20 anos. Atuou pelo Botafogo-PB, que na época tinha parceira com o Benfica, sendo campeão paraibano adulto. Pelo Treze, ele disputou a Taça Brasil de Futsal 1ª Divisão – Sub-20.

“A primeira vez que sai de João Pessoa foi em 2009, quando fui pro Corinthians sub 20 e em 2010 voltei pra João Pessoa. Em 2012, saí novamente, dessa vez fui para a equipe de Bento Gonçalves-RS. Em 2013 tive uma breve passagem pela Copagril e no meio do mesmo ano voltei para o Bento Gonçalves-RS. Minha volta para o futsal paranaense foi em 2014 para a equipe do Cresol/Marreco Futsal onde joguei por 4 temporadas. Esse ano voltei para Marechal, para a equipe da Copagril.

Eu aprendi que no futsal, ou em qualquer esporte, a gente tem que se dedicar ao máximo, abrir mão de muita coisa, ser muito competitivo e focado pra alcançar os objetivos que almeja

Suelton Marques, ala

O atleta não esconde a felicidade pela convocação. “Já fiquei muito feliz quando soube que fui pré-convocado, que tava na lista da Seleção Brasileira. Depois que soube que realmente eu estava convocado, que iria representar o Brasil, fiquei muito mais feliz. Era um sonho, acredito que não só meu, mas de todo atleta. Agora virou realidade. Eu aprendi que no futsal, ou em qualquer esporte, a gente tem que se dedicar ao máximo, abrir mão de muita coisa, ser muito competitivo e focado pra alcançar os objetivos que almeja”, enfatizou ao Portal T5.Felicidade dobrada – A convocação do seu amigo João Neto trouxe ainda mais alegria para o atleta paraibano. “No primeiro momento quando recebi a notícia que eu estava convocado pra seleção, fiquei muito feliz. Depois que soube que um irmão do futsal também tinha sido convocado, foi uma felicidade dobrada. Começamos a jogar com 10 anos juntos, ninguém nunca imaginou isso. É um momento inexplicável para nós”, contou.

Deixe um comentário