Notícia esportiva em primeiro lugar!

Grêmio venceu o Pachuca por 1 a 0 na prorrogação

Eram 21h em Al Ain e 15h no Brasil, quando o Grêmio entrou em campo no estádio Hazza Bin Zayed, na cidade árabe para fazer sua estreia e lutar pelo bicampeonato Mundial. Foi um jogo tenso, complicado e muito disputado, onde o Tricolor, na raça, conseguiu a vitória por 1 a 0, com gol de Everton aos 4 minutos da primeira etapa da prorrogação.

As duas equipes fizeram um primeiro tempo equilibrado. O Tricolor entrou bem, ameaçando nos minutos iniciais; as melhores chances saíram em cobranças de falta de Edilson e Fernandinho, que mandaram duas bolas perigosas em direção a meta de Pérez. O Pachuca, por sua vez, também ameaçou, furando o bloqueio gremista.

Já logo no início da etapa complementar, Renato promoveu a primeira alteração, tirando Barrios para colocar Jael. O Grêmio passou a ser mais agressivo, mas ainda foi contido pela equipe mexicana. Não teve o mesmo ritmo dos últimos jogos e nem a mesma movimentação, o que resultou no zero a zero.
A segunda substituição foi feita aos 26’, com Everton no lugar de Michel e a melhor chance saiu mais uma vez em cobrança de falta de Edilson, que bateu na rede, pelo lado de fora.

A partida se encaminhou para a prorrogação e o Grêmio veio sem Edilson e com Léo Moura para esta etapa. Foi ali, logo aos 4 minutos, por fim, que o Tricolor conseguiu abrir o marcador com um ‘baita’ gol. Everton recebeu a batida da lateral, foi para cima do marcador, ganhou no drible e chutou para o fundo das redes, sem nenhuma chance de defesa de Pérez. Um golaço, uma pintura, um gol de craque.

E o Grêmio buscou mais. Jael chegou a marcar, mas o gol foi anulado por impedimento. Luan também tentou, arrematando de dentro da área, mas a bola passou por sobre a meta mexicana.
Como a prorrogação dá direito a uma quarta alteração, foi isso que Renato fez. Tirou Fernandinho para colocar Rafael Thyere, reforçando seu setor defensivo.

E a partida complicada que o Grêmio teve nesta noite/tarde terminou enfim, com um final feliz.

Gremistas, estamos na final do Mundial de Clubes.

Só temos uma coisa a dizer: NÓS VAMOS ACABAR COM O PLANETA!

Agora, o Tricolor aguarda o seu adversário na final, que será decidido no confronto entre Real Madrid e Al Jazira, amanhã, às 15h.

O jogo final ocorre no sábado, às 15h da tarde.

Escalação: Marcelo Grohe, Edilson, Geromel, Kannemann, Bruno Cortez, Jailson, Michel, Ramiro, Fernandinho, Luan e Lucas Barrios.

Banco: Bruno Grassi, Paulo Victor, Bressan, Bruno Rodrigo, Rafael Thyere, Marcelo Oliveira, Leonardo, Léo Moura, Maicon, Kaio, Everton, Jael.

A arbitragem do jogo foi alemã, comandada por Felix Brych, auxiliado por Mark Borsch e Stefan Lupp.
O jogo:

Primeiro Tempo

O Grêmio iniciou a partida estudando a equipe do Pachuca. Aos 4 minutos buscou criar uma jogada pela direita, com Barrios tabelando com Ramiro, a bola saiu a lateral. Em seguida, Edilson fez um lançamento em profundidade para Ramiro, que passou em velocidade, dominou e conseguiu um escanteio. Luan cobrou no segundo poste, Lucas Barrios desviou de cabeça, raspando a trave à esquerda de Pérez.

O Tricolor seguiu pressionando nos minutos iniciais. Depois de passar a bola de pé em pé, Fernandinho deu passe para Luan na entrada da área, mas González conseguiu o corte. Na sequência, Michel recebeu na linha de fundo e cruzou para Barrios, que chegou dividindo e a bola saiu a linha de fundo.

O Pachuca buscou responder aos 8 minutos. Honda dominou na intermediária e arrematou de longe. A bola passou à esquerda de Marcelo Grohe. Outro lance, em uma jogada frontal a meta gremista, Kannemann conseguiu bom desarme e na sequência, Barrios sofreu uma falta.

O time mexicano teve uma falta a seu favor na intermediária de ataque. A bola foi alçada na área, mas Jailson cortou bem de cabeça, aos 11’. Um minuto depois, outra oportunidade adversária em bola parada. Da direita, Urretaviscaya mandou a bola direto, mas Grohe saiu de soco, fazendo a defesa.

Pressionando, o Pachuca chegou novamente com Urretaviscaya, cruzando a bola na área, mas Geromel sofreu falta ao dividir com atacante.

Já o Grêmio chegou com um lançamento de Michel para Bruno Cortez. O lateral, próximo a linha de fundo, ajeitou de cabeça, mas a zaga conseguiu interceptar o lance. Em seguida, aos
minutos, Luan acabou sofrendo uma falta na intermediária de ataque. Edilson fez a cobrança precisa, em curva, passando raspando o travessão pra fora. No lance seguinte, depois de uma saída de bola errada de Pérez, Luan e Jailson tabelaram e ao finalizar, o camisa 7 acabou carimbando Jailson.

Kannemann acabou amarelado após aplicar um carrinho em Urretaviscaya na intermediária, com 22 minutos.

A equipe mexicana chegou um minuto depois, com Urretaviscaya, que cobrou uma falta na área. Ramiro cortou. O Grêmio respondeu em uma trama pela direita. A bola foi cruzada na área, mas a defensiva conseguiu o corte.

Aos 26’, os gremistas tiveram uma chance em falta, pela direita. O Tricolor fez uma jogada ensaiada. A bola chegou a Fernandinho, que chutou mal, à esquerda de Pérez.

O Pachuca chegou com muito perigo, com um lançamento às costas da zaga. Honda ficava cara a cara com Grohe, mas Cortez conseguiu tirar a bola.

Em uma boa jogada, Luan percebeu Ramiro entrando na área e fez o lançamento. Dividindo com o marcador, o meia tentou o desvio, mas sem sucesso.

Depois de desarmar no campo de defesa, Barrios acionou Fernandinho no meio campo, que saiu em velocidade. Quando entrou na área, fez um cruzamento, a bola desviou na zaga e ficou fácil para a defesa de Pérez.

O Grêmio teve uma boa chance em cobrança de falta, a dois passos do risco da grande área, pela direita. Fernandinho mandou direto, com força, mas a bola passou por sobre a meta mexicana, aos 40’.

O Pachuca chegou em cobrança de falta. A bola foi alçada no segundo poste, Grohe saiu de soco e afastou o perigo.

Aos 44’, Fernandinho recebeu na esquerda e cruzou forte. Ramiro chegou, mas esbarrou na defesa, cometendo falta.

Os mexicanos ainda criaram e chegaram com perigo com Honda, mas Cortez salvou no último momento.

A etapa finalizou aos 46 minutos.
Segundo Tempo

O Grêmio trocou bons passes nos minutos iniciais e logo chegou ao ataque, com Fernandinho, que conseguiu escanteio. Na cobrança, Luan colocou no primeiro poste, Pérez saiu de soco e a sobra ficou com Edilson, que mandou de primeira, mas para fora.

O Pachuca pressionou, mantendo boa posse de bola, mas ao chegar ao ataque, não conseguiu passar pela defensiva gremista.

Substituição: Saiu Lucas Barrios, entrou Jael aos 9 minutos.

Os mexicanos chegaram com muito perigo logo em seguida, com Urretaviscaya, que recebeu no meio e arrematou e longe. Marcelo Grohe fez grande defesa.

Aos 11 minutos, Luan cobrou uma falta da intermediária, colocou na boca do gol para Michel, que entrou em velocidade e mandou de cabeça. A bola passou por sobre a meta.

Depois de desarmar o adversário, Luan saiu em velocidade passando por três marcadores, finalizou, mas mandou pra fora.

Uma boa chance veio aos 14 minutos. Luan foi acionado na parte central do gramado, carregou e finalizou no canto esquerdo de Pérez, que conseguiu a defesa, mandando a escanteio. A bola foi alçada na área, Kannemann desviou de cabeça, a bola ainda bateu em Murillo e saiu, mas a arbitragem assinalou tiro de meta.

Um minuto depois, Edilson cobrou uma falta colocando na área, mas a bola passou por todo mundo e saiu. No lance, havia gremista em impedimento.

De novo no ataque, o Grêmio levou perigo com um cruzamento de Edilson na cabeça de Jael. O centroavante mandou a gol, mas a bola saiu à direita do arqueiro mexicano.

Os mexicanos responderam com Honda, que recebeu a bola na área, tenta o domínio, mas Kannemann conseguiu o corte.

Substituição: Saiu Michel, entrou Everton, aos 26 minutos.

Em jogada de contra-ataque, o Tricolor avançou com Fernandinho, que serviu Luan. O atacante passava pelos marcadores na intermediária, mas acabou sofrendo falta. Na cobrança, Edilson mandou direto, mas a bola bateu na rede pelo lado de fora, aos 29 minutos.

O Grêmio conseguiu criar, rodando a bola da direita pra esquerda. Jael fez o lançamento, Everton recebeu, fez o corte em dois marcadores e chutou, mas carimbou o defensor.

Os mexicanos tiveram uma chance em cobrança de escanteio; a bola foi alçada na área, defesa cortou. Na sobra, Guzman mandou de cabeça. A bola passou raspando a trave direita.

Aos 40’, Luan deu passe para Fernandinho, que dominou na direita, puxou pro meio e chutou. Houve desvio e a bola saiu a escanteio. A bola foi colocada no primeiro poste, Jael desviou e Luan não conseguiu o domínio. Pérez defendeu.

Dois minutos depois, Ramiro dominou na intermediária e arriscou, mas pegou mal e mandou pra fora.

Na reta final, Everton ganhou em uma jogada pela esquerda, conseguindo escanteio. Na cobrança, a bola foi colocada na área, mas afastada pela defesa.

Jogo finalizou aos 47’.


Prorrogação

Primeira Etapa

Renato providenciou sua última alteração -colocou Léo Moura no lugar de Edilson.

O Grêmio iniciou pressionando e no primeiro minuto chegou por duas vezes. Primeiro, Bruno Cortez cruzou da linha de fundo, mas Gonzalez cortou. Em seguida, Everton foi quem mandou para a área, mas Herrera tirou de peixinho.

Foi aos 4 minutos que o Grêmio por fim conseguiu abrir o marcador com um baita gol. Everton recebeu a batida da lateral, fi pra cima do marcador, driblou e chutou de perna direita para o fundo das redes. Um golaço, uma pintura, um gol de craque.

O Grêmio fez uma boa jogada em velocidade puxada por Everton. Ele carregou para o meio e abriu para Léo Moura, que fez o cruzamento, mas Luan não alcançou na pequena área, por pouco.
Segunda Etapa

E volto querendo mais. O Grêmio trabalhou bem a bola com Léo Moura, que recebeu na direita, disparou em velocidade e cruzou na área buscando Luan, mas o zagueiro conseguiu se antecipar e cortar, mandando a escanteio.

Aos 4 minutos, Léo Moura foi afastar uma bola e dividiu com Guzman, que acabou expulso pela falta forte sobre o lateral.

Já aos 6 minutos, o Grêmio ampliou o marcador com Jael, que recebeu um bom passe de Ramiro quando entrava na área, mas o gol foi anulado por impedimento do centroavante.

Em uma jogada de contra ataque Luan recebeu na intermediária, invadiu a área e chutou, mas mandou por sobre a meta de Pérez. Quase.

O Pachuca teve uma chance em cobrança de escanteio, mas a defensiva gremista cortou. Grohe saiu de soco e afastou, colocando o Grêmio no contra-ataque. No decorrer do lance, Fernandinho foi derrubado com falta.

Substituição: Saiu Fernandinho, entrou Rafael Thyere, aos 12’.

Quase que Everton marcou seu segundo na partida, quando recebeu um lançamento no campo de ataque. Ele tentou encobrir o goleiro, mas Pérez segurou.

O Tricolor ainda teve uma falta a seu favor no último minuto. Da direita, Léo Moura cobrou, Ramiro chutou forte, mas a bola passou por sobre a meta.

Final de jogo. É o Grêmio na final do Mundial de Clubes.

Gremistas, NÓS VAMOS ACABAR COM O PLANETA!

Foto: Lucas Uebel | Grêmio FBPA

Mundial de Clubes – Semifinal

Placar: Grêmio  1 X 0  Pachuca
Local: Al Ain
Data: 12.dez.2017

Gols:  Everton

Escalação Grêmio
Marcelo Grohe
Edilson
Geromel
Kannemann  
Bruno Cortez
Jailson
Michel
Ramiro  
Luan
Fernandinho
Lucas Barrios
Entrou Saiu
Jael   Lucas Barrios
Everton Michel
Léo Moura Edilson
Escalação Pachuca
Perez
Gonzalez
Garcia (Sagal)
Martinez
Murillo
Honda
Guzman
Urretaviscaya (Cano)
Aguirre (Sanchez)
Hernandez
Jara
Banco
Romero
Blanco
Lopez
Pena
Herrera
Sanchez
Lopez
Figueroa
Gutierrez
Sagal
Cano
De La Rosa

CBF

Deixe um comentário