Notícia esportiva em primeiro lugar!

Leandro Castán fala sobre readaptação aos gramados e mostra cicatriz

Leandro Castán fala sobre readaptação aos gramados e mostra cicatriz que hoje carrega com orgulho: “logo depois da cirurgia eu queria esconder. Agora uso para assustar os atacantes

 Jogador também elogiou o Torino e revelou ligação do treinador Sinisa Mihajlovic para atuar no clube italiano: “O Torino vai ficar marcado para sempre na minha vida, porque me deu possibilidade de voltar a jogar. O treinador quem me ligou e falou ‘vem pra cá’. Isso vai ficar marcado, porque ele teve paciência comigo”.

O Esporte Fantástico deste sábado, 20/05, às 10h15, exibe entrevista exclusiva com Leandro Castán. O zagueiro campeão brasileiro e da Libertadores pelo Corinthians relembrou o drama que viveu em 2014, quando realizou uma cirurgia para combater um cavernoma cerebral. Ao programa, ele revelou que antes tinha vergonha de exibir a cicatriz, mas que hoje a vê como um sinônimo de vitória. Com bom humor, Castán também brincou que agora a usa como “arma” para combater os adversários: “Logo depois da cirurgia eu queria esconder, não gostava, mas depois, não lembro quem falou ‘tem que deixar, isso é um sinal de vitória’. E eu falei ‘é verdade’. Agora uso para assustar os atacantes”.

O retorno ao futebol foi gradual. Neste meio tempo, Castán, que é jogador do Roma desde 2012, foi emprestado para a Sampdoria e, recentemente, ao Torino. Emocionado, ele agradeceu a oportunidade e revelou que o próprio técnico do clube, Sinisa Mihajlovic, ligou para ele pedindo que viesse para o time italiano: “O Torino vai ficar marcado para sempre na minha vida, porque me deu possibilidade de voltar a jogar. O treinador quem me ligou e falou ‘vem pra cá’. Isso vai ficar marcado, porque ele teve paciência comigo”.

Hoje, Castán se vê cada vez mais recuperado e revela querer jogar até depois dos 35 anos: “Eu me sinto muito bem nesta primeira temporada, vamos dizer assim, de jogador novamente. Os primeiros seis meses foram muito bons. Eu tinha planos de jogar até os 34, 35 anos. Depois de tudo isso vou poder jogar até mais, porque conheci os limites do meu corpo. Eu sou o cara mais sortudo do mundo. Deus me deu outra oportunidade de viver feliz. Deus vai me devolver tudo o que perdi, pois vou correr atrás dos meus sonhos tudo de novo”.

Deixe um comentário