Notícia esportiva em primeiro lugar!

Médico de Lauda fica feliz com resultado do transplante, mas estado segue crítico

O início da recuperação de Niki Lauda após o transplante de pulmão ocorrido na quarta-feira tem sido satisfatório, o estado do tricampeão mundial de Fórmula 1 e atual presidente não executivo da Mercedes segue crítico.

Cirurgião responsável pelo procedimento no Hospital Geral de Viena, Walter Klepetko, disse à TV austríaca ORF que, caso não haja nenhuma intercorrência na sequência da recuperação, Lauda ficará internado por algumas semanas. No entanto, Klepetko está safisfeito com o pós-operatório.

– Está tudo indo muito bem agora e estamos muito felizes – disse o cirurgião, chefe do departamento clínico de cirurgia torácica do hospital, que realiza aproximadamente 120 transplantes de pulmão por ano.

auda pegou uma gripe quando descansava em Ibiza, na Espanha, e seu estado evoluiu para um quadro de febre alta e tosse violenta. O tricampeão então pegou seu jato particular para Viena, onde se internou para receber mais cuidados. Inicialmente, Lauda foi tratado da gripe, mas o estado dos pulmões, afetados desde o acidente ocorrido em Nürburgring, em 1976, obrigou os médicos a realizarem o transplante.

or uma incrível coincidência, o transplante se deu na última quarta-feira, dia 1º de agosto, exatamente no aniversário de 42 anos da batida que quase tirou a vida de Lauda. Na ocasião, a Ferrari do austríaco se incendiou, e o piloto sofreu graves queimaduras, além de inalar gases tóxicos. Apesar de ter sido salvo, Niki ficou com os pulmões comprometidos e ainda precisou de dois transplantes de rim, o primeiro em 1997 e o segundo em 2005.

fonte:globoesporte.globo.com

Deixe um comentário