Notícia esportiva em primeiro lugar!

Mundial de Esportes Aquáticos: brasileira encara campeonato após pódio inédito na Itália

Red Bull Content Pool

Jacqueline Valente chega credenciada para o High Diving depois de conquistar o 2º lugar em etapa do Mundial de Salto em Penhasco

Com diversos recordes mundiais sendo superados e feitos inéditos realizados, o Mundial de Esportes Aquáticos 2017 já se encaminha para os últimos dias. E nesta sexta-feira (28), o Brasil pode começar a escrever outro capítulo histórico nesta competição com uma atleta pouco conhecida no país. Ex-integrante de circo, ginasta, acrobata de saltos ornamentais e gaúcha: esta é Jacqueline Valente.

Jaki, como é conhecida, está entre as 11 competidoras classificadas para a prova feminina do salto de plataforma alta (High Diving). Ela será a única brasileira e sul-americana a competir na modalidade. Presente também na edição de 2015, em Kazan (Rússia), Valente chega com respeito na competição por conta do vice-campeonato conquistado no último final de semana, no Red Bull Cliff Diving (Mundial de Salto em Penhasco).

“Me sinto mais preparada para este ano do que estava em 2015, em Kazan. Agora trabalho em um cruzeiro fazendo shows aquáticos e posso saltar de uma plataforma de 17 metros quase todos os dias. Isso me dá muita confiança. Eu melhorei muito a minha forma no ar e meu desempenho”, analisa a brasileira.

Aos 31 anos, Valente chegou a Budapeste no início desta semana após ter competido na terceira etapa do Red Bull Cliff Diving, em Polignano a Mare, na Itália. Lá, ela se tornou a primeira representante do Brasil a subir ao pódio em uma prova da competição, faturando o vice-campeonato após completar quatro saltos e brigar pela liderança até os últimos momentos. Agora, quer tentar repetir o bom desempenho.

“A minha expectativa é a mesma da Itália. Treinei bastante e quero fazer os meus quatro saltos da melhor maneira possível, sem olhar o resultado das meninas. Depois, com a somatória dos pontos, verei a classificação final. Mas, só de representar o país, sem ter patrocínio e um local fixo de treino, já me sinto uma vitoriosa”, completa.

Jaki Valente tem uma rotina peculiar. Ex-ginasta e integrante de circo, ela atualmente trabalha em um cruzeiro, realizando apresentações de saltos a 17 metros de altura. Faz nove shows por semana, vê cerca de 6 mil caras novas a cada sete dias e tem uma alimentação balanceada, com bastante salada e proteínas em cada refeição.

Diferentemente de 2015, quando os saltos foram realizados em um rio, a competição em Budapeste acontecerá em uma piscina com seis metros de profundidade. As participantes saltarão de uma espécie de plataforma produzida a 20.2 metros de altura. A temperatura também está mais adequada, com feixes de luz mais intensos e ventos menos gélidos.

As provas de saltos ornamentais em plataformas altas acontecerão de 28 a 30 de julho. Além de Jaki, ainda estão confirmadas na categoria Rhiannan Iffland (AUS), Helena Merten (AUS), Yana Nestsiarava (BLR), Lysanne Richard (CAN), Anna Bader (GER), Iris Schmidbauer (GER), Adriana Jimenez (MEX), Cesilie Carlton (USA), Ginger Huber (USA) e Tara Tira (USA) – a grande maioria também atleta do Mundial de Saltos em Penhasco.

Deixe um comentário