Notícia esportiva em primeiro lugar!

Presidente do Nacional considera punição exagerada

As penalidades aplicadas pelos membros da Terceira Comissão Disciplinar do Tribunal de Justiça Desportiva da Paraíba (TJDF-PB) contra representantes do Nacional de Patos foram consideradas exageradas pelo presidente do clube sertanejo. Ele garante que irá recorrer logo que receber a citação.

“Não posso falar em recurso agora, já que, o Nacional ainda não foi notificado sobre qualquer punição. Vamos aguardar os tramites  legais, para depois formular nossa defesa”, disse o presidente do Nacional de Patos, Alisson Nunes, contestando a punição anunciada.

O julgamento que aconteceu na quarta-feira à noite, na sede do TJDF-PB,  penalizou o atleta Pablo França do Nascimento com a  suspensão de quatro partidas. Enquanto que, o presidente Alisson Nunes Costa foi punido com 180 dias e mais uma multa de R$ 8.000.00.

O fato está relacionado com o jogo que o Nacional de Patos empatou com o CSP, no estádio José Cavalcanti, em Patos, pelao Campeonato Paraibano Sub 19, decidindo vaga para a fase final da competição. Os nacionalinos perderam a vaga nas penalidades e inconformados agrediram o árbitro da partida, Tiago Ramos, de acordo com a súmula.

Outra punição considerada exagerada pelo dirigente do Nacional é a contra o massagista Carlos Antônio B. Sousa que pegou 180 dias e uma multa de R$ 5.000.00. De acordo com Alisson Nunes, o Nacional ainda terá direito de se defender no Pleno do TJDF-PB e no Superior Tribunal de Justiça da CBF.

Deixe um comentário