Notícia esportiva em primeiro lugar!

Questionamentos sobre a falta punição no futebol

Os questionamentos sobre a falta punição no futebol têm sidos corriqueiros e vêm de longe. Muita gente garante que a violência nos estádios envolvendo, principalmente, as torcidas organizadas tem a preferência das autoridades, quando o assunto é colocar um ponto final nos casos é trazer de volta as famílias para as arquibancadas.

Os erros cometidos por árbitros, muitas vezes mudando resultados dentro de campo, é outro fato preocupante. Especialistas da cônica esportiva apontam que, os deslizes da arbitragem fortalecem as revoltas das torcidas, na maioria das vezes. Mas, também é certo que, têm outros problemas mais complexos que atiçam o desequilíbrio violento dos torcedores.

Mas, a questão é proibir a violência entre as torcidas organizadas. Muitos torcedores do próprio clube praticam duelo foram dos estádios ou nas arquibancadas. Para controlar estes atos que prejudicam o futebol, afastando as famílias, principalmente, mulheres, crianças, deficientes e idosos dos estádios, a Polícia Militar com o apoio do Ministério Público tenta montra estratégias.

Uma das iniciativas das autoridades é proibir a entra de algumas torcidas organizadas, principalmente, as que são apontadas como responsáveis por badernas, nos estádios. A Polícia Militar, especialmente, os oficiais que fazer parte da Comissão Estadual de Combate a Violência nos Estados, contabilizam os atos de violência praticados por estes torcedores afoitos.

Com isso, o Ministério Público tem, ao longo dos últimos anos procurando colocar ordem para estabelecer o bem público. Pelas últimas reações de torcedores, pessoas envolvidas até na imprensa e, lamentavelmente, até agentes ligados a administração esportiva, concluímos que ainda falta muito para se ter uma consciência da necessidade de trazer o torcedor que quer apenas torcer, para as arquibancadas dos nossos estádios.

 

Por Franco Ferreira

Deixe um comentário