Rumo a Rússia numa parada italiana, professor mescla futebol, economia e ironia | SóEsporte

Notícia esportiva em primeiro lugar!

Rumo a Rússia numa parada italiana, professor mescla futebol, economia e ironia

Rumo a Rússia numa parada italiana, professor mescla futebol, economia e ironia
Nessa “caminhada” que tem como destino a Rússia visando a Copa 2018, já pisamos em solos portugueses, espanhóis e nesta segunda-feira (11) está sendo na Itália, mais precisamente na cidade de Bergamo, localizada a 50 minutos de Milão. Enquando os demais países estão todos enfeitados e caracterizados em clima de mundial, o mesmo não pode-se dizer na velha bota, detentora de quatro títulos.

O futebol da Itália, que em outros tempos dominou o mundo no que diz respeito a clubes, agora parece agonizar pois, além da Azzurra (como é conhecida o seleção da Itália) fora, há 11 anos um clube não conquista uma Liga Europeia de Futebol. Sem falar que nos últimos mundiais, em 2010 na África e em 2014, no Brasil, foram duas eliminações vergonhosas na primeira fase da competição.

Para o professor Danielle Rossinno (foto), com quem tive a oportunidade de bater aquele papo, ele destacou “que com toda crise que se instalou no oeste europeu seja ela, financeira e econômica e que atingiram principalmente Portugal, Espanha, França e Itália, apenas aqui o futebol despencou”.

“Depois da grande crise, o Barcelona, o Real Madrid e ainda o Atlético vem ganhando títulos; Portugal é o atual campeão da Euro 2016, quando ganhou da anfitriã França. Por que só aqui na Itália o futebol descresceu?”, indagou Rossinno, que ironicamente ratificou que irá assisir à Copa como se estivesse numa arquibancada vazia.
Por Stefano Wanderley
Correspondente da Copa do Mundo na Rússia

Deixe um comentário