Notícia esportiva em primeiro lugar!

Você lembra de Assis Paraíba?

No dia vinte de novembro de 1955 nascia Francisco de Assis Silva, um garoto que foi crescendo  sempre em contato com a bola de futebol nos bairros de Campina Grande. Quando foi em 1970 ele começou a integrar as categorias de base do Treze Futebol Clube.
Apenas três anos depois, o garoto já estava integrado ao departamento profissional do Galo da Borborema e com o passar dos anos ficou conhecido pelo apelido de “Assis Paraíba”, um meio campista diferenciado, clássico, de passes precisos e de privilegiada visão de campo.
Seu estilo de jogo já havia ultrapassado as fronteiras do nosso estado, o que levou o nosso craque a jogar em vários times vencedores, como o Tiradentes do Piauí. Lá  foi campeão invicto e escolhido como uma das promessas do futebol brasileiro. Por pouco não foi transferido para o todo poderoso Fluminense, que era presidido por Francisco Horta e estava formando a temida máquina da década de setenta, com Rivelino, Paulo Cesar, Marinho Chagas e companhia.
Do Tiradentes ele foi contratado para compor o esquadrão do Sport Clube do Recife, a então denominada seleção do nordeste. O time recifense formou a sua melhor equipe de todos os tempos, pois vinha de um jejum de doze anos sem título. Assis Paraíba comandava aquele meio de campo, o time sagrou-se campeão e o gol do jogo final foi de sua autoria. Dois títulos estaduais foram conquistados com a camisa rubro-negra, em 75 e 77.
Também conquistou cinco vezes o campeonato estadual defendendo as cores do Fortaleza, marcando época com a camisa do tricolor cearense. Até hoje os torcedores das terras de José de Alencar se lembram das suas matadas de bola no peito com maestria.
Assis Paraíba também mostrou a sua categoria na Arábia Saudita, quando a sua equipe conquistou a cobiçada Copa do Rei, o principal campeonato daquele país. Nessa temporada teve a companhia do craque Rivelino que também jogava naquele país distante.
Quando próximo de encerrar a sua exitosa carreira, Assis Paraíba vestiu a camisa do Campinense Clube, o time de coração de sua mãe e de seus familiares, como os seus irmãos Valdeci e Zé Lima, que também foram bons jogadores profissionais.
Quando no auge de sua carreira, Assis Paraíba foi convocado por três vezes para vestir a camisa da Seleção Brasileira, onde jogou ao lado de Roberto Dinamite, Zico e outros craques do futebol nacional.
Ele também teve pequenas passagens pelos times do Bangú, do Ceará e do Paulista de Jundiaí. Ao aposentar-se retornou para a sua prazerosa cidade de Campina Grande, onde reside.
Para nós, torcedores, cronistas e desportistas ficou a certeza de que Francisco de Assis Silva, o popular “Assis Paraíba”,  escreveu o seu nome com tintas douradas e perpétuas na brilhante história do futebol paraibano.Serpa Di Lorenzo

Causos & Lendas do Nosso Futebol

One comment

  1. Inácio Nóbrega /

    Um craque ,na expressão da palavra .

Deixe um comentário