Notícia esportiva em primeiro lugar!

VOCÊ SE LEMBRA DE JOSA?

VOCÊ SE LEMBRA DE JOSA?

Josafá Vieira de Oliveira, que ficou conhecido no futebol paraibano por “ Josa”, nasceu na cidade de Campina Grande no dia oito de janeiro de 1953, e logo cedo ingressou nas categorias de base do Treze Futebol Clube.

Josa era um ponteiro direito nato, daqueles que iam até a linha de fundo e cruzava com precisão para dentro da área, servindo e deixando o centroavante em posição privilegiada para marcar.

Aquele moreno de estatura baixa,  pernas tortas, habilidoso, que no ano de 1972 ascendeu ao time profissional do Galo da Borborema, logo caiu nas graças da torcida alvinegra deixando de ser uma promessa e passando a ser uma realidade. A imprensa do estado já o reconhecia como uma excelente revelação do início daquela saudosa década de setenta. Até mesmo os torcedores do Campinense Clube reconheciam o potencial de Josa, que já era apelidado de “Crioulo Doido” em decorrência de seus dribles magníficos e habilidade com a pelota.

Porém, infelizmente aquela carreira foi prematuramente encerrada no dia vinte e seis de março de 1973, quando aquele ponta direita entrou em campo pela última vez, na cidade de Salgueiro, estado de Pernambuco.

O Treze havia enfrentado a seleção daquela cidade sertaneja e perdido pelo placar de dois tentos a um, e quando retornava para a cidade de Campina Grande, o ônibus da Aviação Patoense que transportava a delegação, bateu na traseira de um caminhão que carregava pedras, e Josa, que tinha o costume de viajar na primeira cadeira conversando com o motorista, quebrou as pernas.

Nunca mais pode fazer o que mais sabia fazer e gostava … jogar futebol. Josa deixou os gramados e passou a freqüentar as arquibancadas, trocou as chuteiras por um par de muletas. A torcida sempre o reconhecia e o cumprimentava nos batentes do estádio Presidente Vargas.

Mesmo com essa fatalidade que encerrou a sua carreira no início, Josa não demonstrava ser um homem triste, amargurado. Ele era um ser alegre, otimista, de bem com a vida.

Quando foi no ano de 2007, o ex-jogador sofreu um ataque cardíaco, foi socorrido às pressas, porém faleceu no hospital João XXIII, em Campina Grande.

Apesar de ter jogado profissionalmente por pouco tempo, Josafá Vieira de Oliveira, o popular “Josa” escreveu o seu nome com tintas douradas e perpétuas na brilhante história do futebol paraibano.

* Será no dia vinte e quatro de maio do presente ano, o II Encontro dos Desportistas Paraibanos, evento que reúne jogadores, cronistas, dirigentes e torcedores.

Por Serpa Di Lorenzo

Causos & Lendas do Nosso Futebol

Deixe um comentário