Notícia esportiva em primeiro lugar!

VOCÊ SE LEMBRA DE UNIÃO?

  • VOCÊ SE LEMBRA DE UNIÃO?
  • O garoto Adenilson Maia, conhecido por União, veio da cidade interiorana de Arara residir na capital e estudar no Colégio Marista Pio X, no inicio dos anos sessenta. Aquele tradicional educandário não só primava pelo aperfeiçoamento intelectual como também pelo físico de seus jovens alunos. A prática de esportes era uma constante em seu imenso espaço físico, em particular no ginásio e em seu campo de futebol.

    Aquilo despertou o ainda menino União…logo cedo ele passou a integrar todos os fortes e temidos times que se formavam naquele colégio de doutrina religiosa. Do Pio X para a equipe infantil do Botafogo Futebol Clube foi um pulo para aquele goleiro franzino, porém bastante ágil e dedicado.

  • No Botafogo, União e uma centena de garotos eram treinados pelo Técnico Aluisio Ventola e sob a supervisão do abnegado Diretor Seu Luis. Nos times infantil, juvenil e amador o nosso homenageado ganhou vários títulos em uma época em que o ABC de Abel, o Ibis de Dimas Medeiros e o Santos de Tereré eram fortíssimos concorrentes.
     
  • E quando a oportunidade chegou União foi incorporado ao plantel profissional do time que o recebeu ainda menino. Passou a treinar no meio de feras já consagradas como Valdeci Santana, Odon, Chico Matemático, Lula, Fernando e tantos que escreveram a história do clube.
  •  
    União orgulha-se de ter sido tricampeão paraibano em 1970 vestindo a camisa do Botafogo. De ter participado e conseguido uma excelente classificação no estado de Goiás no famoso Torneio Integração, ao lado de Geraldo Chorão, Marco Antônio, Valdo, Jerônimo, Walter Moreira (in memorian) Zezito, Odon, Valdeci Santana, Paulinho, Jorge Flávio, Capelense, Chico Matemático, Ferreira e outros.
     
  • Em 1973 ele encerrou prematuramente a carreira de jogador profissional para ingressar nos quadros do Banco Itaú. Entretanto ele nunca se distanciou do esporte. Quando saiu do campo ele dedicou-se com exclusividade ao esporte de quadra, como goleiro e como treinador de Futebol de Salão e Handebol, integrando os times do Esporte Clube Cabo Branco e as seleções que a Paraíba formava para viajar por esse país afora.
     
  • Todo o seu conhecimento adquirido com o passar dos anos foi repassado para várias gerações de garotos e adolescentes que passaram por suas mãos, tendo alguns inclusive chegado a jogar em equipes estrangeiras e em selecionados nacionais. Como se não bastasse esse curriculum vitae, União também representou a Paraíba como árbitro internacional de Handebol.
     
  • Hoje, com mais de cinqüenta anos de esportes – dentro das quadras e dos campos – como jogador, treinador ou árbitro, União nos brinda com os seus abalizados e coerentes comentários na imprensa esportiva paraibana. E para coroar ainda mais esse sacerdócio em defesa do esporte da nossa terra, recentemente ele realizou a solenidade de entrega de medalhas aos “Destaques do Ano”, evento que já faz parte do calendário social e esportivo da nossa terra.
  • Parabéns, União, você escreveu o seu nome com tintas douradas e perpétuas, na brilhante história do esporte paraibano!
  • Por Serpa Di Lorenzo
  • Causos & Lendas do Nosso Futebol

Deixe um comentário