Notícia esportiva em primeiro lugar!

Torcidas organizadas não entram no Amigão

As torcidas organizadas estão proibidas de entrar no clássico dos maiores, Campinense x Treze, programado para domingo, às 16h, no estádio Amigão, pela quinta rodada do Campeonato Paraibano de 2020. Estas e outras providências começaram a ser tomadas durante reunião comandada pelo Promotor de Justiça, Valberto Lira, representando o Ministério Público da Paraíba, Além da  Polícia Militar, FPF, Crea, dirigentes dos clubes e o gerente do estádio Amigão.

De acordo com o representante do Ministério Público, Valberto Lira, a Polícia Militar está avisada para barrar as torcidas organizadas dos dois clubes. “Nenhuma torcida de Campina Grande, seja do Campinense e de Treze efetuou o recadastramento. Com isso, ficam proibidas de entrar com seus instrumentos musicais, camisas e bandeiras, faixa que identifiquem nome de torcidas”, aformou.

Ficou decidido que, serão colocados à disposição das torcidas 10 mil ingressos. Por determinação da Polícia Militar, os torcedores do Campinense vão ocupar a arquibancada principal. Enquanto que, os trezeanos ficarão na arquibancada geral. “Esta iniciativa é para garantir a segurança dos torcedores e das pessoas envolvidas neste jogo”, afirmou o comandante do policiamento no Amigão, coronel-PM, Francimar Lins.

“O clássico Campinense e Treze, segundo especialistas do futebol, está entre os dez maiores clássicos do Brasil. Por isso, temos este cuidado de reunir os órgãos competentes para uma maior tranquilidade no dia da partida”, disse Otamar Almeida, diretor da FPF. “Segurança é importante, em qualquer evento, especialmente, no jogo entre Treze e Campinense”, disse o Walter Júnior, presidente do Treze.

A Polícia Militar e funcionários do estádio Amigão devem chegar por volta das 13h. A previsão, segundo o gerente do estádio, Ascânio Pacelle, é que, o acesso das torcidas de Treze Campinense, para as arquibancadas, comece às 14h. Serão colocados cerca de 300 policiais, para garantir a segurança no estádio Amigão e em outros pontos da cidade.

As decisões foram tomadas com a presença ainda, coronel-PB, Cunha Rolim; Ascânio Pacelli, gerente do Amigão; Otamar Almeida, da Federação Paraibana de Futebol; Corjesu Paiva, do Crea-PB; e os presidentes do Campinense, Paulo Gervane e do Treze, Walter Júnior. A reunião foi realizada, no auditório do Comando de Policiamento Regional I.

Deixe um comentário

Error, no Ad ID set! Check your syntax!
Error, no Ad ID set! Check your syntax!
Error, no Ad ID set! Check your syntax!