Futebol

Saudades do Décio Freire

Faleceu nessa madrugada, desta sexta-feira (31, no Hospital da Unimed aos 57 Anos, o Narrador Esportivo Décio Freire. Um companheiro descente, bom coração, respeitando e não se considerava um concorrente na missão de comunicar. A matéria nós deixa, mas fica sua voz, seu caráter e sua amizade. Nosso desejo que, no plano espiritual você possa continuar sendo feliz ao lado das boas almas.

O soesporte publicada uma série de mensagens de amigos de Décio Freire

Morre, aos 57 anos, o narrador esportivo Décio Freire
Dono de uma voz emblemática no rádio paraibano, Décio lutava contra câncer no estômago
Redação do Portal Correio

Décio Freire tinha 57 anos (Foto: Reprodução/Arquivo pessoal)
O narrador esportivo Décio Freire morreu, nesta sexta-feira (31), em João Pessoa, vítima de câncer no estômago, aos 57 anos. Ele estava internado em um hospital particular da Capital.

Recentemente, Décio Freire passou por cirurgias de tratamento da doença. No último fim de semana, ele teve piora no quadro de saúde e precisou ser transferido para a unidade de terapia intensiva (UTI).

Natural de Conceição, no Sertão da Paraíba, Décio Freire era dono de uma voz emblemática no rádio esportivo paraibano. Ele atualmente trabalhava na emissora CBN.

Botafogo

O Botafogo Futebol Clube vem a público lamentar profundamente a morte do radialista Décio Freire, da Rádio CBN nesta sexta-feira (31). Dércio, de 57 anos, morreu em decorrência de um câncer.

Décio Freire foi a voz do Belo na campanha do título brasileiro da Série D em 2013. Suas narrações embalaram nossa torcida naquele ano e até hoje é motivo de emoção para todos que carregam a estrela vermelha no peito.

Todos que fazemos o Belo externamos nosso mais profundo pesar e desejamos força para amigos e familiares neste momento. Descanse em paz, Décio, sua história está marcada na nossa para sempre.

Jorge Blau Silva

MEU AMIGO IRMÃO VERDEIRO, POUCOS SABIAM DO NOSSO CARINHO E RESPEITO MÚTUO…. LEMBREI ESSA SUA TRAJETÓRIA PARA COMEMORARMOS SUA RECUPERAÇÃO…. MAS O DEUS PAI E TODO PODEROSO PREFERIU TÊ-LO AO SEU LADO NO REINO CELESTIAL. ME PERDOA EM NÃO COMPARECER AO SE VELÓRIO E SEPULTAMENTO. PREFIRO TER SUA IMAGEM DAS NOSSAS ANDANÇAS……😔😭😔😭😔😭 SEMPRE SERÁS LEMBRADO 🎤⚽🎤⚽🎤⚽🎤. Conheci Dércio Freire, na rádio Educadora de Conceição ao lado de Moisés Stuart em 1986 e o nome que é JOSÉ FREIRE DE BRITO, tinha o artístico de DEDÉ BRITO. Em 1988 ele veio para à rádio sanhauá… Em 1990 CLÁUDIO AMARAL, foi contratado pelo SBC – Sistema Braga de Comunicação para fazer à campanha de WILSON AO GOVERNO. Aí conversou com o então Dedé Brito, que apartir daí passou a ser chamado de DÉRCIO FREIRE…… O jovem estudante de direito sertanejo, caiu na graça do Cláudio Amaral tornando-se produtor do SHOW DO CLÁUDIO AMARAL!!!…..

Nilton Batista

Infelizmente, amanhecemos nesse último dia do ano 2021, com essa triste notícia da morte do companheiro Décio Freire. Morre um grande profissional e sai do nosso convívio, um grande ser humano! Que Deus o acolha no plano eterno e conforte sua família, neste momento de tristeza e saudade.

Stefano Wanderley

E o último dia do ano tornou-se muito triste. A partida de Decio Freire, que tive a satisfação de trabalhar ao seu lado de 2003 a 2007, deixará uma lacuna vazia na crônica esportiva. Na Rádio Sanhauá, foi da produção do inesquecível Show do Cláudio Amaral e na Tabajara, além de narrador, criou e apresentou um dos maiores elos entre o torcedor e o rádio por meio do programa “A Hora da Galera” que ia ao ar ao meio dia nos domingos. De 2012 até os últimos dias, fazia um verdadeiro show quando comandava as jornadas esportivas pela CBN, emissora a qual desejo solidariedade aos integrantes da equipe de esportes. 2021 fecha com uma página negativa, pois além do profissional, também não está mais aqui entre nós um ser humano fantástico, que abraçava todos sempre com alegria. À família, nossos sentimentos.

Rede Primeiro Minuto
Faleceu na madrugada desta sexta-feira (31), em João Pessoa, o narrador esportivo da Rádio CBN José Freires de Brito, o Décio Freire, vítima de câncer no estômago, aos 57 anos. Ele estava internado em hospital particular da capital paraibana.
.
Natural de Conceição, no Vale do Piancó, Décio Freire fez sua última narração no jogo entre Botafogo-pb e Ituano, no dia 06 novembro.

Luto pelo adeus de Décio Freire

Décio Freire, um dos mais importantes narradores esportivos da Paraíba faleceu, nata sexta-feira (31) aos 57 anos de idade, após brava luta contra o Câncer.

Por Iago Sarinho

Um narrador de futebol é muito mais que uma voz. É mais que um grito de gol, é mais que a emoção que é capaz de gerar no ouvinte. A partida de Décio Freire, após uma brava luta contra o câncer, deixa um lacuna incalculável.

Há, agora, uma legião de fãs sem seu narrador predileto. Um conjunto de pessoa que, por anos, se acostumaram a ouvir, viver e ver, através da descrição dos lances, o seu time do coração na voz de Décio. Um registro vocal que prestou serviço entre outras casas, nas duas principais emissoras do esporte no estado, a Tabajara e a CBN.

Entre esses órfãos das narrações de Décio, hoje, sobretudo está o torcedor do Botafogo da Paraíba. Esse, tem motivos de sobra para se vestir de luto pela passagem precoce de uma das vozes mais marcantes do nossa rádio esportivo.

É impossível, para um torcedor do Belo, seja lá qual for sua idade, não se deixa levar pela emoção da narração de Dércio no gol de Rafael Aidar, em 2013. Um grito de gol histórico que está imortalizado na história do rádio, mas ainda mais importante, na memória e nos corações d uma legião de amantes do futebol.Décio fez no gol de Aidar, um registro eterno na memória do Belo
Imagem: Reprodução/Belo Mil Grau

Um verdade colega de imprensa

Não cheguei a ter a oportunidade de trabalhar, diretamente com Décio, mas isso não me impediu de admirar seu talento. Pelo contrário, quando pude o conhecer pessoalmente, a admiração que tinha, como ouvinte, se redobrou. Pois na condição de colega de imprensa e, até mesmo, concorrente, pude vivenciar seu profissionalismo e paixão pelo trabalho.

Figura humana ímpar, Décio deixa uma lacuna imensa no rádio esportivo da Paraíba. Esse vácuo é tanto para os ouvintes, quanto para nós que estamos na mesma labuta que ele tão bem representou.

Vá em paz Décio, descanse, você foi gigante e agora se torna eterno. Meu abraço fraterno aos familiares e amigos. Faço o registro, especialmente, aos colegas da CBN João Pessoa que esse ano também perderam o grande Geral Freire.

Essa dor se prolonga e tarda a passar, na Tabajara, no fim de 2020, sentimos essa lacuna no dia-a-dia, com a partida de Gláucio. Contudo, a vida segue e precisa seguir e nosso compromisso tem de ser com o legado desses gigantes do rádio.

Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.