Futebol

Campinense x Treze: uma história além do futebol

O encontro entre Campinense e Treze vai mais além que uma simples partida de futebol, uma decisão de um troféu. É a história viva de uma cidade de meio milhão de habitantes, onde a pessoa já nasceu com o clube no coração.

Campinense e Treze entraram em campo, nesta quarta feira, às 16h, no estádio Amigão, em Campina Grande. Este será o primeiro jogo da decisão do Campeonato Paraibano de 2020.

Para entender melhor, o soesporte procurou o jornalista, professor, historiador e escritor, Júlio Cesar, para falar deste clássico. Leia …

Uma energia inquietante 

Após 12 longos anos de ausência, Campina Grande se reencontra numa final entre seus maiores clubes. Campinense e Treze, forças casadas no esporte e opostas no futebol, protagonistas do maior clássico do interior do Nordeste há décadas. No entanto, se dentro das quatro linhas seus feitos entraram para a história de varias gerações de torcedores, o que podemos falar de seu significado fora delas?

O clássico sempre foi o espelho do sentimento de grandeza do povo serrano e motivo de orgulho em relação as equipes da capital, motivação que historicamente alimenta o tal do sentimento de bairrismo até os dias atuais. Ao se encontrarem numa final, era certo na cidade entender que Treze x Campinense somente confirmava a pujança econômica do interior sobre a capital. 

Essa visão progressista sempre dita a melodia, a harmonia e o ritmo que embala Campina Grande em dia de “Maiorais”. Muitos são os apaixonados que abraçam seus amores coloridos de Branco e Preto, e Preto e Vermelho. Vestidos de bandeiras, agitação, alegria, angustia, incertezas e apostas, muitas vezes, surpreendidas com resultados incrédulos, para uns dos lados, mas que culmina numa explosão de felicidade para o outro.

Assim é o clássico que somente o cidadão local entende e por ele distribui seus inúmeros significados. Mesmo que o brilho do passado não seja o mesmo, mesmo que questionemos suas razões, ainda assim, resta uma magia agarrada no espírito de grandeza que se mantêm ecoado e quando os dois clubes entram em campo, entra com eles uma parcela da alma de Campina, que se comove economicamente, esportivamente, emocionalmente com seu próprio passado e tudo isto que estava fora das quatro linhas, se materializa dentro delas. 

Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.