Futebol

Presidente do Botafogo PB confirma auditoria na administração dos últimos 60 meses

Atual presidente do Belo confirma ainda que dívida milionária deixada pelo grupo que tenta voltar ao poder impossibilita clube de receber recursos do Governo do Estado

Candidato à presidência pela chapa “Botafogo-PB para Todos”, o atual mandatário do clube, Orlando Soares, rechaçou as acusações feitas pela oposição. A oposição que tenta passar a imagem de que o clube está em débito com as suas obrigações e que teria uma dívida de R$ 2,7 mi.

Orlando Soares afirmou que as contas estão em dia e confirmou que vai contratar uma auditoria independente para analisar as contas do clube nos últimos 60 meses.

Oposição

De acordo com o presidente do Botafogo-PB, a oposição mente ao divulgar que o clube teria uma dívida de aproximadamente R$ 2,7 mi, já que estão contabilizando despesas que o departamento de futebol terá que arcar até dezembro deste ano.

“Nós estamos em dia com nossas obrigações. Mesmo com todas as dificuldades que a pandemia do coronavírus causou no futebol não só brasileiro, como mundial, nos ajustamos e não estamos devendo nada a ninguém. A oposição está simulando despesas que vamos ter ao longo do ano e tentando vender como se fosse uma dívida da atual gestão”, explicou Orlando antes de completar:

“A auditoria será importante para deixar bem claro a real situação financeira do clube e tudo o que foi feito nas gestões anteriores”, disse o dirigente, que assumiu a presidência do Belo há menos de um mês.

Botafogo-PB tem uma dívida de R$ 3.233.560,00 com o Governo do Estado

Orlando Soares revelou também que o Botafogo-PB tem uma dívida de R$ 3.233.560,00 com o Governo do Estado, provenientes de fraudes cometidas durante o mandato do grupo político que tenta retornar ao clube no antigo Gol de Placa, que mudou de nome e hoje chama Paraíba Esporte Total. Por conta disso, a atual gestão não recebeu as verbas do programa estadual referente aos anos de 2019 e 2020, valor que ultrapassa a casa dos R$ 2 milhões.

“Este dinheiro seria de suma importância ao Botafogo-PB, principalmente em um ano com diminuição de receitas, mas infelizmente nós não tivemos acesso por conta de irregularidades na gestão anterior, que tenta a todo custo retornar ao clube. Nós não podemos deixar que esse grupo volte à presidência do Belo”, contou.

Orlando Soares encabeça a chapa “Botafogo-PB para Todos” na disputa pela presidência executiva no biênio 2021/2022. Ele terá ao seu lado Luciano Wanderley Filho como candidato à vice. Na disputa pelo Conselho Deliberativo, o grupo será representado por Sérgio Meira (presidente) e Hebert Levi (vice).

O Soesporte como o mesmo espaço para o pessoal da oposição, deseje responder as as afirmações do pessoal da situação. Contato – franco@soesporte.com.br

Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.