Futebol

Paraibana Silvana Fernandes é campeã e Brasil leva três medalhas no Mundial

(Instagram/silvanatkd)

Após o bronze em Tóquio, Silvana Fernandes leva ouro no Mundial. Nathan Torquato e Cristhiane Neves são bronze

Que dia para o Brasil no Campeonato Mundial de parataekwondo em Istambul, na Turquia! Neste sábado (11), na estreia da competição, a paraibana Silvana Fernandes conquistou a medalha de ouro meses após ser bronze nos Jogos Paralímpicos de Tóquio. Além disso, Nathan Torquato e Cristhiane Neves faturaram a medalha de bronze, totalizando três pódios para o país.

Silvana Fernandes competiu na categoria até 57kg e brilhou. Ela entrou direto nas quartas de final e venceu a russa Raganina Karina com tranquilidade, por 28 a 0, já garantindo, ao menos o bronze. Na sequência, mais uma vitória sem dificuldades, desta vez, na semifinal diante da turca Tugce Sen, por 24 a 1. E na grande final, a brasileira venceu um duelo duríssimo com outra turca, Gamze Gurdal, por 15 a 12.

Já Nathan Torquato (até 63kg) e Cristhiane Neves (até 52kg) pararam na semifinal. Medalha de ouro nos Jogos Paralímpicos, Nathan venceu duas lutas, mas se retirou da briga pela vaga na final, ficando com o bronze. Já Cristhiane levou a melhor em um combate, nas quartas, e acabou perdendo por 28 a 7 para a russa Anna Poddubskaia, garantindo também o bronze.

Além disso, vale lembrar que, após a elaboração do ranking mundial, a seleção brasileira participou de três edições do Mundial de parataekwondo. No ano de 2017, em Londres, a delegação retornou sem nenhuma medalha. Na ocasião, nenhum dos sete atletas avançou além das oitavas de final. Já em 2019, na cidade de Antália, na Turquia, o país obteve duas medalhas: ouro para Débora Menezes (acima dos 65 kg) e bronze para Cristhiane Neves (até 52 kg). 

Mais Brasil

Ao todo, o Brasil teve outros quatro representantes neste primeiro dia do Mundial de parataekwondo, além dos medalhistas. Quem chegou mais longe foram Fabrício Marques (-58kg) e Maria Eduarda Stumpf (-52kg), que caíram nas quartas de final de suas respectivas categorias.

Hiury Martins, na categoria até 63kg chegou até a segunda rodada, mas acabou eliminado pelo próprio compatriota, Nathan Torquato, por 7 a 0. E por fim, Miriam Pio, na categoria até 47kg não passou da primeira rodada da competição na Turquia.

Por fim, o Brasil volta a entrar em ação no Mundial de parataekwondo neste domingo (12) com mais seis competidores. São eles: Bruno Rodrigues, Carlos Coelho e Pedro Vieira Júnior (até 70kg); David Jhones (até 80kg); Pedro Neves (acima de 80kg); Carol Moura e Leylianne Santos (até 65kg); Débora Menezes (acima de 65kg); Camila Macedo (acima de 65kg).

Paraibana

Natural de São Bento (PB), a atleta tem má formação congênita no braço direito e iniciou no esporte paralímpico aos 15 anos, no atletismo. Entretanto, em 2018, ela conheceu o parataekwondo pela internet e começou a praticá-lo.

Com informações da olimpiadatododia.com.br

Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.