Notícia esportiva em primeiro lugar!

Vídeo e história de Franco Ferreira

https://youtu.be/i7xJfvkFEdk https://youtu.be/Srgjt3L6V04

http://www.dailymotion.com/video/x3q20xg_correio-esporte-a-historia-de-uma-promessa-paraibana-das-quadras-franco-ferreira_sport Franco Neto: um gigante a serviço do basquete do Vasco. Paraibano é um dos destaques do time juvenil do Gigante da Colina. O garoto que passa férias em João Pessoa tem treinando todos os dias com o objetivo de se apresentar ao clube na próxima semana.

franco cestaCom 16 anos de idade chegou aos 2.002 m de altura. Ainda garoto dos 5 aos 8 anos iniciou a prática esportiva migrando pela natação, capoeira, judô, futebol de salão, futebol de areia, mas se adaptou mesmo no basquetebol. Nesse esporte ele tomou gosto conquistando os títulos de campeão paraibano, jogos escolares e torneios regionais de sua categoria até ficar na terceira colocação do Campeonato Brasileiro, colocando a Paraíba pela primeira vez na Primeira Divisão e medalha de prata na Segunda Divisão e segundo colocado nos jogos escolares brasileiros. franco-netoEste é um pouco da história de Franco Ferreira de Sousa, filho de Jefferson Almeida de Sousa e Cassiana da Silva Ferreira. Ele é neto de Edivaldo Almeida e Antônia Almeida de Sousa por parte de pai e de Franco Ferreira e Gloria Ferreira pelo lado da mãe. O gigante da família tem a credibilidade para se tornar um jogador de basquetebol profissional e recebe o incentivo do professor Adriano Lucena, o responsável pelos primeiros ensinamentos ao garoto. franco-sub-17Nascido no dia 4 de fevereiro de 1999, final do século XX, Franco Ferreira de Sousa tentou praticar a natação no Clube dos Oficiais, com cinco anos de idade. Depois passou a fazer capoeira no CA, tendo como professor Juliano Coiote. Franco Ferreira de Sousa também jogou futebol de salão e foi campeão da Taça Sesc Sub 5, sendo orientado pelos professores Nivaldo e Limeira. Por ser muito alto, era um jogador desajeitado junto aos coleguinhas, todos miudinhos. Também foi campeão paraibano Sub 7, jogando pelo Moroni, no futsal, comandado pelos professores Célio Freire e Alexandre. Na época os treinos eram realizados no Sindicato dos Bancários, na Avenida Beira-Rio. mot ouro camNa decisão eles empataram com o Clube dos Oficias, jogando na casa do adversário, em jogo que teve uma pressão foram do comum, da torcida local, formada por pais e mães dos meninos do COPM. Em seguida, quando estava com oito anos, passou a praticar judô sendo orientado pelos professores Celso e Jordânia, no Esporte Clube Cabo Branco, em Miramar. Depois se transferiu para a Academia Magno nos Bancários tendo como professor Renato Vieira. Ainda fez um estágio no futebol de areia, com os professores Cássio Freire e Alexandre. Até que Franco Ferreira de Sousa se adaptou e frequentava com vontade os treinos. franco ass, ediQuando ele completou 9 anos, Franco Ferreira de Sousa, entrou no basquetebol do Colégio Lourdinas, recebendo as primeiras orientações dos professores Elizangela Nascimento e Adriano Lucena, treinando já na categoria pré-mirim obteve suas primeiras medalhas em competições não oficiais. Entre as conquistas está o Festival Paraíba x Rio Grande do Norte. Em 2010 passou a treinar no Colégio Motiva, com onze anos de idade já atuava pelo Sub 13, fazendo parte do timecampeão paraibano. Ganhou ainda o Torneio PB teen, em João Pessoa. O treinador Adriano Lucena (D) comanda a seleção franco mat 3paraibana de basquetebol sub 15 franco medalhaDurante este período ele ainda disputou a Copa Sesc em Recife, atuando pelo Colégio Motivo, daquela cidade, onde foi campeão. Ainda foi campeão em 2011 dos Jogos Escolares Municipais e medalha de prata nos Jogos Escolares Estaduais. Já estudando no Motiva foi campeão dos Jogos da Amizade que reúne cerca de dez escolas do Nordeste, todos os anos. Competição que foi disputada em Campina Grande. Mas, as maiores conquistas na carreira de Franco Ferreira de Sousa aconteceram na temporada de 2012, campeão dos Jogos da Amizade, disputados em João Pessoa. Medalha de ouro nos Jogos Escolares da Primeira Região e dos Jogos Escolares Estadual, disputado com os vencedores das outras regiões de ensino. franco neto NatalAinda representou a Paraíba nas Olimpíadas Escolares Brasileiras, em Poços de Caldas, Minas Gerais. O maior feito de Franco Ferreira de Sousa foi fazer parte da delegação paraibana medalha de bronze no Campeonato Brasileiro Sub 15, disputado na cidade de Campo Grande, em Mato Grosso do Sul. Esta foi a primeira fez que o basquetebol masculino paraibano teve acesso à Primeira Divisão do Campeonato Brasileiro. Para completar a temporada de 2012, Franco Ferreira de Sousa ainda foi campeão paraibano de basquetebol, categoria até 13, com o colégio Motiva de João Pessoa, vencendo o Geo Sul, por 57 a 16, em jogo disputado, no ginásio do Motiva. Além disso, Franco Ferreira de Sousa ainda recebeu o troféu de cestinha da competição, tendo marcado 200 pontos.franco mat franco e o paiEm 2013, Franco Ferreira já conquistou medalha de ouro nos Jogos da Amizade, disputados em Natal.  Foi campeão dos Jogos Escolares da Primeira Região de Ensino. Ganhou Ouro nos Jogos Escolares da Paraíba. Campeão paraibano. Medalha de prata nos Jogos Escolares Brasileiros, em Natal, todos na categoria Sub 14. Foi campeão paraibano Sub 14, com o Motiva vencendo ECCB. Agora conquistou o título o Campeonato Paraibano Sub 15, com o Motiva vencendo o ECCB duas vezes (71×51, 69×21), na fase final,  e faz parte da Seleção Paraibana que vai disputar o Brasileiro Sub 15, em Joinville. Na temporada de 2014, ele fez parte da seleção paraibana sub15, medalha de prata no Campeonato Brasileiro da Segunda Divisão disputado em Poços de Caldas. O troféu de melhor reboteiro da competição ficou com Franco Ferreira (PB), enquanto o número 1 nas assistências foi Paulo Araújo (PB). franco ferreira ParaibaA Seleção do campeonato foi formada por: armadores – Rafael Augusto (CE) e Paulo Araújo (PB); alas – Tomas Collman (MS) e João Mercuri (BA); e pivô: Franco Ferreira (PB). O time paraibano tem o comandado do professor, Flávio Eduardo e contou com: Bruno Palhano Martins dos Santos, Bruno Vitor Cordeiro Brito, Franco Ferreira, Gabriel Miranda, João Marcos, José Júlio, Lucas Grigorio, Paulo Espínola Lucena, Pedro Mendes, Rafael Oliveira e Saulo Dantas. franco e tiago1ª rodada – Dia 5 de agosto Paraíba 69 x 38 Bahia (11h) 2ª rodada – Dia 7 de agosto Ceará 82 x 62 Paraíba (11h) 3ª rodada – Dia 8 de agosto Paraíba 68 x 57 Maranhão (17h) 4a rodada – Dia 9 de agosto Paraíba 60 x 53 Mato Grosso do Sul 5a rodada – Dia 10 de agosto Paraíba 52×78 Ceará franco e pedroNa penúltima competição, na temporada de 2014, Franco Ferreira ajudou a Paraíba no Campeonato Brasileiro de basquetebol até 17 anos, em Goiânia-GO, conquistando a medalha de prata. Campeonato Brasileiro Sub-17 Feminino e Masculino da 1ª e 3ª Divisões terminou, nesta terça-feira (dia 20 de novembro de 2014), na capital Goiânia (GO). Durante nove dias, cerca de 1.200 pessoas estiveram envolvidas na maior competição do basquete de base do país, entre atletas, treinadores, dirigentes, árbitros, voluntários e Comitê Organizador. Além do intercâmbio esportivo, a competição mostrou jovens atletas que brevemente poderão integrar as próximas Seleções Brasileiras. Tabela e Resultados Fase de Classificação Paraíba    50x 39  Amazonas, Piauí  15×106  Paraíba, Roraima 39×68  Paraíba Fase semifinal Paraíba 49×43  Alagoas, Pernambuco 69 x46   Paraíba franco bas jogos interA Paraíba contou com Agnubson Medeiros de Oliveira, Alexandre Magno Nenes de Melo Filho, Alexei Alencar de Ferrer Arruda, Carlos Eduardo da Silva França, Elias Leal da Silva Júnior, Franco Ferreira de Souza, Marcelo de Oliveira, Matheus Markus, Paulo Lucena de Araújo, Ramon José Saraiva Gonçalves e Sérgio da Silva Moura Santos Filho. O time foi comandado por Janaina Chianca de Souza. Foram cinco jogos, com quatro vitórias. Para encerrar a temporada de 2014, Franco Ferreira ainda comemorou o título de campeão paraibano Sub 15, além de ser o cestinha da competição. Na final, ele ajudou o time do Motiva a vencer o Curujinha por 71 a 15, fazendo 21 pontos. É campeão, é campeãoo, é campeãooo… Este foi o grito dos torcedores, familiares e jogadores e comissão técnica do Colégio Motiva ao final da partida desta terça-feira, confirmando o encerramento do Campeonato Paraibano de basquetebol masculino, categoria Sub 15 de 2014. Os meninos comandados por Adriano Lucena não tiveram dificuldade para vencerem o colégio Curujinha por 71 a 15, no ginásio I do Motiva, em Tambaú. Motiva contou com Paulo Espínola Lucena, Pedro Mendes, Gabriel Miranda, Franco Ferreira, Aleudylson, Roberto, André, Raul, Rafael Oliveira, Nuno, Lucas, Gustavo, Lucas Grigorio, todos comandados por Adriano Lucena. O time do Curujinha mostrou muita determinação esteve com Denis, Rafael, Mateus I, Mateus II, Mateus III, Lucas, Wellington, João Vitor, Júlio, Weslisson e Osny. Franco Ferreira conseguiu a primeira medalha, em 2015, defendendo o time do Motiva, que mesmo formado com atleta de 16 anos, ficou com a medalha de prata, no Paraibano de 2015. É que, na categoria Sub 19 a disputa também foi apertadíssima onde o Colégio Motiva venceu o primeiro jogo por 46 a 44 na sexta (12/06), na sequência a ANSEF/CORPORE empatou a série com um placar também apertado de 53 a 52. As emoções finais ficaram para o Domingo (14/06) com o último jogo da série de playoff e no tempo normal terminaram empatados com o placar de 47 a 47 e apenas nos instantes finais da prorrogação a equipe da ANSEF veio abrir 6 pontos no placar e finalizou o jogo com 58 a 52, ficando assim com o título Paraibano 2015 na categoria Sub 19. motA segunda medalha de Franco foi conquista ao lado dos meninos do Motiva, categoria Sub 17, nos Jogos da Amizade, de 2015, em Campina Grande, quando o representante de João Pessoa venceu por 41 a 12, na Serra da Borborema. Uma conquista invicta com quatro vitórias em quatro rodadas, marcando 214 pontos, sofrendo 36. Com isso, o Colégio Motiva de João Pessoa conseguiu mais uma medalha, subindo no ponto mais alto do pódio ficando com o ouro no basquetebol masculino Sub 17, nos XIII Jogos da Amizade, ganhando do Motiva de Campina Grande por 41 a 12, neste domingo. Franco Ferreira voltou a subir no pódio, parte mais alta, ao lado dos companheiros do Motiva, neste temporada de 2015, ajudando o grupo na conquista dos Jogos Escolares da Paraíba, fase regional, Os meninos venceram o Corujinha por 59 a 14. O time esteve com: Lucas Grigório, Franco Ferreira, Pedro Mendes, Washington Luis Rafael Carvalho, Marcelo Cariri, Maylton Bezerra, Saulo Gabriel Aleudysson Urtiga, Roberto Flavio Filho, Filipe Bezerra, Gabriel Miranda, e Paulo Espinola (representante pela camisa laranja). motiva-patosFranco Ferreira ainda participou do time masculino do Motiva ganhou a medalha de ouro nos Jogos Escolares da Paraíba, fase final que acontece na cidade de Patos. O representante de João Pessoa também garantiu a vaga nos Jogos Escolares da Juventude que acontecem em Londrina-PR, no próximo mês. Na primeira, os comandados de Adriano Lucena venceram Caiçara por 81 a 30.  No segundo jogo, mais uma vitória do Motiva por 95 a 16, sobre o IFPB de Cajazeiras. O resultado da sexta-feira, o Motiva já havia vencido o José Gonçalves de Monteiro por 96 a 06. Com estas três vitórias o Motiva não pode ser mais alcançado pelo Caiçara que também venceu três partidas, mas perde no confronto direto. franco-113O Caiçara ganhou do Nossa Senhora Auxiliadora por 56 a 14. Fez 45 a 26 contra o IFPB. Depois perdeu para o Motiva por 81 a 30 e finalmente venceu o José Gonçalves por 73 a 25, na penúltima rodada. “Fim de semana muito bom, o Colégio Motiva João Pessoa conquistou pela primeira vez o direito de representar a Paraíba nos Jogos Escolares da Juventude na categoria sub 17 masculino, que esse ano será em Londrina -PR”, disse Adriano Lucena, que parabenisou aos atletas do Motiva e de todas as equipes envolvidas na etapa estadual. “Bela demonstração de competitividade e companheirismo”. O time de basquetebol do Motiva não conta com os alas Lucas Grigório e Maylton Bezerra, que continuam se recuperando de contusão. Os dois atletas se machucaram durante as disputas do Campeonato Brasileiro Sub 17, em Poços de Caldas. Estão em Patos os seguintes atletas:  Pedro Mendes, Gabriel Miranda, Saulo Dantas, Rafael Oliveira, Marcelo Cariri, Aleudysson Urtiga, Franco Ferreira, Roberto Filho, Washington Filho e Felipe Gomes. O ala Roberto Filho sofreu uma pancada no joelho, durante, o segundo jogo deste sábado e fica em observação. O Pivô Pedro Mendes ficou fora dos últimos jogos, ao sentir dores na perna direita. Para este domingo, a rodada programou o primeiro às 8h, Motiva 96×07 sobre o N.S.A (Sousa). bas prata 15Franco Ferreira fez parte de mais uma conquista em 2015, fazendo parte da equipe de basquete masculino do Colégio Motiva – JP que conquistou   o segundo lugar nos Jogos Escolares da Juventude realizados na cidade de Londrina no Paraná. A fase final da etapa para atletas de 15 à 17 anos foi realizada no período de 12 a 21 de novembro. O Motiva obteve vitórias contra as equipes do Paraná (68×39), Amazonas (58×51), Goiás (55×40), perdendo apenas para o Maranhão (59×44), na final.  A equipe comandada pelo Prof. Adriano Araújo contou com os atletas Gabriel Miranda, Maylton Bezerra, Franco Ferreira, Pedro Mendes, Saulo Gabriel, Marcelo Cariri, Aleudysson Urtiga, Washington Luis, Lucas Grigório e Filipe Bezerra.   Conquistas nacionais por Franco Ferreira no basquetebol 2015 foi prata nos Jogos Escolares em Londrina, PR 2012 foi prata nos Jogos Escolares em Natal,RN

LASSIFICAÇÃO

FINAL

25/11/2014 a 2/12/2014 Goiânia/GO

ORDEM TIME
Pernambuco
Paraíba
Alagoas
Amazonas
Rondônia
Tocantins
Roraima
Piauí
Sergipe

Classificação

CLASSIFICAÇÃO

FINAL  Goiânia-GO 2014

ORDEM TIME
Pernambuco
Paraíba
Alagoas
Amazonas
Rondônia
Tocantins
Roraima
Piauí
Sergipe

FINAL 25/9/2012 a 29/9/2012 Campo Grande/MS

ORDEM TIME

JOG

VIT

DER

PPRÓ

PCON

AVERAGE

Mato Grosso do Sul

5

5

0

353

274

1.28832

Maranhão

5

4

1

385

246

1.56504

Paraíba

5

3

2

327

280

1.16786

Alagoas

5

2

3

267

286

0.93357

Pará

5

3

2

412

269

1.53160

Ceará

5

2

3

246

319

0.77116

Bahia

5

1

4

226

333

0.67868

Rondônia

5

0

5

214

423

0.50591

Última atualização: 29/09/2012 Franco Vasco (3)Ainda no ano de 2015, Franco passou uma semana treinando no Flamengo tentando uma vaga no elenco sub 17, mas por decisão da comissão técnica e alegando não ter local definido para hospedagem, decidiu que ele deveria voltar no a ano seguinte. Mas como não houve mais contato as negociações esfriaram. Neste intervalo surgiu a proposta da Unifor (Fortaleza) e ele estava certo que iria jogar no Ceará. Mas, antes do acerto com os cearenses apareceu no Vasco da Gama do Rio de Janeiro. No começou de 2016 Franco Ferreira seguiu para São Januário, onde ficou uma semana treinando com outros garotos cariocas e muitos de outros Estados. Logo no primeiro treino, devido o bom aproveitamento nos fundamentos, foi aprovado pelo treinaodr Luis Brasília. Em seguida teve a certeza de fazer parte do grupo sub 17 do Vasco da Gama, onde continua. A estreia de Franco Ferreira com a camisa do Vasco da Gama aconteceu contra o Jacarepaguá com vitória do Gigante da Colina por 75 a 49, pelo Campeonato Carioca.

Jasfa ganha aliado para tocar projeto no basquete com crianças e adolescentes

bas 2bas 1O trabalho do professor Josué Cavalcanti com o projeto Jasfa, que reúne crianças e adolescente na pratica de basquetebol, ganha mais um aliado: o atleta Franco Ferreira de Sousa, paraibano que atua no Vasco da Gama do Rio de Janeiro. O garoto de 17 anos fez uma visita e dou uma basqueteira que deve ser sorteada ou doada. Mas, o grande objetivo de Franco Ferreira visitar os meninas e meninas e falar um pouco de sua carreira. O que os requisitos que cada um precisa seguir para se tornar uma atleta. “Isso que vocês é uma coisa muita boa. Mas é preciso ter compromisso, tendo foco nos objetivos. Eu comecei com nove anos e pensei que seria importante para minha vida”. “Este projeto já é conhecido e ganha agora mais uma padrinho. É um prazer receber você Franco”, disse Josué ao receber a basqueteira e falou ainda que “em nome de todos os atletas, o projeto agradece. Pois nosso atletas não têm condição de comprar uma basqueteira que custa R$ 200,00. Você se torna em mais um colaborador desta causa”, destacou o professor Josué Cavalcanti. bas 3bas 4Os treinamentos do projeto Jasfa acontecem nas terças-feiras e quintas-feiras na quadra de Manaíra. Além de recrutar atletas de comunidades carentes com idade de oito a 18 anos, principalmente, no bairro de São José, o professor Josué Cavalcanti ainda prepara times para competição oficiais. No ano passado, a equipe feminino sub 15 ganhou o título estadual. O atleta Franco Ferreira de Sousa que viajou ontem à tarde e se apresenta ao Vasco da Gama, para sequenciar os preparativos visando o segundo turno do Campeonato Carioca de basquetebol no Sub 17 e Sub 19, também recebeu homenagem da Federação Paraibana de Basquetebol, através do diretor técnico da FPB, Felipe Adelino e do treinador Adriano Lucena, do Motiva, primeiro técnico de Franco. bas 5bas 6Franco Ferreira de Sousa recebeu o troféu de melhor do Campeonato Paraibano Sub 17 de 2015. Como ele estava no Rio de Janeiro, durante a festa de entrega dos prêmios, o troféu foi entre domingo durante a realização da rodada do Campeonato Paraibano de 2016, no ginásio da Ansef, no bairro do Bessa.   tiago francoThiago Pereira, gerente de basquetebol no Vasco da Gama “Bom, o atleta franco em 2016 com apenas 17 anos nos surpreendeu por já estar cursando a faculdade quando a maioria dos Atletas ainda cursa o ensino médio. Além disso é um atleta muito dedicado também em quadra, sempre fazendo melhor dentro dos que é pedido pela comissão técnica. Pra mim tem sido um grande prazer trabalhar com franco e tenho a certeza que nos dará muitas alegrias. Só tenho que elogiar meus dois atletas paraibanos, são muito educados e estudiosos”. Adriano Lucena, treinador do Motiva que revelou Franco Ferreira adriano sel“Como a gente não tem uma estrutura para oferecer o melhor para os atletas darem continuidade na carreira, eles têm é mesmo de buscarem espaços fora. Não podemos ser egoístas, ficar pensando nos nossos resultados. Temos de apoiar estes meninos. Se eles querem ser profissionais terá que deixar o Estado, pois aqui não vão conseguir. Eles precisam buscar as realizações dos seus sonhos”.

Vasco continua invicto no Sub 17 de basquete

lucas, franco e lukasNa sua terceira partida pela primeira fase do Campeonato Carioca de basquetebol Sub 17 masculino, o Vasco venceu o Abig por 90×19. O jogo foi disputado no ginásio principal de São Januário, no Rio de Janeiro. Além da vitória do Sub 17, time que tem o paraibano Franco Ferreira, o Vasco também venceu no Sub 15 masculino que tem o também paraibano Lukas Silva fazendo o placar de 103 x 13 sobre o Abig, na preliminar do Sub 17. O Sub 17 já tinha vendido o Vila Isabel na sexta feira por 89 x 40. Este time comandado por Luis Brasília estreou com vitória sobre o Jacarepaguá. O presidente da Federação Paraibana de Basquetebol, Eduardo Schafer esteve neste domingo, no complexo São Januário do Vasco da Gama, Rio de Janeiro, para visitar os paraibanos Franco Ferreira e Lukas Silva, quw defendem o clube carioca no Campeonato Carioca de Basquetebol nas categorias Sub 15, Sub 17 e Sub 19. franco, dudu e lukas 14/08/2016 15h11 – Atualizado em 14/08/2016 15h11

De férias, revelação do basquete do Vasco sonha em treinar com ídolos

Franco Neto visita familiares e amigos em João Pessoa, e não vê a hora de participar dos treinos com o time adulto que treina para o NBB. Ele joga na categoria sub-17

Por Larissa KerenJoão PessoaG1
Franco Ferreira Neto, jogador de basquete paraibano (Foto: Reprodução / TV Cabo Branco)Franco Ferreira Neto Joga no Sub-17 do Vasco e está em João Pessoa para passar férias (Foto: Reprodução / TV Cabo Branco)

Sair de casa para buscar o sonho de ser um jogador de basquete profissional. Foi isso que fez o jogador paraibano Franco Ferreira Neto, que está na equipe Sub-17 do Vasco desde o início do ano. O paraibano apenas começou a caminhada, mas expectativa é de que sua capacidade e os 2,03m que ele tem possa lhe garantir um futuro promissor no esporte. Com a equipe Sub-17, Franco Ferreira Neto está disputando o Campeonato Carioca Juvenil e está no terceiro lugar na competição. Além do estadual do Rio de Janeiro, o Vasco está disputando ainda os Jogos Intercolegiais e os Jogos Escolares da Juventude. – Eu já acabei a escola e por isso estou participando apenas do estadual. Mas estamos bem. Nós perdemos as últimas três partidas, mas estamos atrás apenas do Tijuca e do Botafogo. Acredito que vamos passar para a semifinal e podemos chegar a final – afirmou o paraibano.

Franco Ferreira Neto, jogador de basquete paraibano (Foto: Reprodução / TV Cabo Branco)Franco Ferreira Neto joga no Sub-17 do Vasco e sonha subir para o time principal para jogar a NBB, junto com grandes nomes do esporte (Foto: Reprodução / TV Cabo Branco)

A equipe principal do Vasco conquistou a Liga Ouro de Basquete, que é a divisão de acesso para a elite da modalidade em junho, e está se preparando para disputar a NBB 2016/2017. A intenção do paraibano é chegar ao time principal. Mas ele sabe que tem um caminho duro pela frente. – A gente tem uma relação de admiração com eles (o time principal). A gente gosta muito de assistir os treinos e ver o que estão fazendo. Eles também assistem os nossos treinos e falam o que estamos errando. Eles apoiam a gente de todas as formas que eles podem – disse Franco.

Adriano Lucena, técnico de basquete paraibano (Foto: Reprodução / TV Cabo Branco)Adriano Lucena foi o primeiro técnico de Franco e incentivou o atleta a ir para o Rio de Janeiro (Foto: Reprodução / TV Cabo Branco)

A expectativa do garoto é que o time sub-17 participe de alguns treinos com a equipe principal, tendo a oportunidade de dividir a quadra com os ídolos. Para o NBB, o Vasco já contratou jogadores como Nezinho, Murilo Becker e Wagner. Franco foi para o Rio de Janeiro no início do ano. Ele passou por uma semana de testes no Vasco e a comissão técnica do time o aprovou. Mas para o paraibano a coisa mais difícil de se acostumar é falta da família. O técnico que descobriu Franco Ferreira, Adriano Lucena, acredita que o paraibano tem qualidade para seguir na carreira. – Ele chegou com sete anos de idade e a gente foi trabalhando. Ele se esforçou muito para chegar onde está. Ele se entregou demais para subir os degraus de forma certa. Isto é muito bom. Isto é um orgulho e eu estou muito feliz – disse Adriano Lucena.

Jogadores de basquete visitam projeto do Jasfa

fr maEm visita a João Pessoa após o fim dos Jogos Olímpicos o atleta Marcus Vinicius Vieira de Souza, mais conhecido como Marquinhos, fez uma visita a quadra de Manaíra para conhecer as atividades do Projeto Jasfa. Marquinhos foi ao projeto junto com o atleta Paraibano João Victor Ramalho “Tuiuiu”. Na oportunidade o ala do Flamengo e da Seleção Brasileira fez um palestra para os alunos e falou de sua trajetória no esporte e também da importância da prática esportiva.

bas marquO projeto Jasfa tem 11 anos. Seu começo foi no Roger, com crianças de baixa renda que por estudar em escolas públicas não tinham a oportunidade de praticar esporte. Segundo o seu idealizador Josué Pedrosa: “No projeto, o importante não é ganhar campeonato, mas sim de transformar o futuro das crianças em um futuro promissor”. Porém o trabalho desenvolvido tem trazido resultados dentro de quadra, as equipes masculina e feminina já foram campeões e vice campeões, nas categorias infantil, sub 14 e sub 17, respectivamente. fra maNo dia seguinte, foi a vez de Franco Ferreira, que atua no Vasco da Gama fazer uma visita aos garotos e garotas do projeto administrado pelo professor Josué Pedrosa, na quadra de Manaíra. Franco que passa férias em João Pessoa foi abraçar o professor e ao mesmo tempo passar um pouco de sua experiência para os jovens que tentam afirmação no esporte.
IMG-20161215-WA0029O atleta de basquetebol Franco Ferreira encerra a temporada de 2016 neste sábado e com duas medalhas no peito enriquecendo ainda mais suas conquistas ao longo de uma carreira no esporte de quase dez anos. Franco Ferreira, 17 anos de idade, ganhou medalha de prata pelo Vasco da Gama no Campeonato Carioca no sub 17 e medalha de prata pela equipe da Universidade Federal do Rio de Janeiro na Taça Universitária Carioca de Basquete, no adulto. A Taça Universitária Carioca tem por finalidade promover competições entre Associações Atléticas, com o objetivo de estimular a prática do desporto nas universidades do estado do Rio de Janeiro, promovendo a integração e o intercâmbio entre as equipes.
franco barasilia “Hoje foi a última partida do campeonato carioca Sub17 2016, perdemos, não estou nem um pouco feliz mas também não estou desesperado, não quero tirar o mérito de ninguém muito menos culpar alguém, esse ano só tenho a agradecer por todas as oportunidades que tive de aprender e amadurecer, tanto dentro quanto fora de quadra. Eu vejo toda derrota como um ensinamento, uma oportunidade de perceber o que houve de errado e poder corrigir tais erros em ocasiões futuras, só tenho a ser grato por todas as pessoas que passaram na minha vida durante esse ano, tanto quem veio para ajudar como quem quis atrapalhar. Agradeço a todos e a tudo que se passou nesse ano, morando “sozinho” e longe de casa, só posso dizer que aprendi bastante e como o tempo não para, ainda tenho muito mais a aprender.”, Disse Franco Ferreira, depois do encerramento do Campeonato Carioca de Basquetebol Sub 17.
franco seleFesta dos melhores do ano de 2016
A FBERJ – Federação de Basquetebol do Estado do Rio de Janeiro realizou a festa de final de temporada das categorias de base – sub 13, sub 14, sub 15, sub 17 e sub 19. A equipe A – SUB 17  contou com o paraibano Franco Ferreira – C.R. Vasco da Gama; Lucas Santos – Municipal Basquete; Márcio Elizandro – Tijuca T.C. Eles enfrentaram o time formado por Lucas Aquino, Marcio Elizandro, Renan Santoro eVictor Ostermann em  Instituto Mangueira do Futuro.
Esta é a seleção do Campeonato Carioca Sub 17 de 2016

Esta é a seleção do Campeonato Carioca Sub 17 de 2016

O evento de encerramento das categorias de base do Campeonato Estadual Masculino 2016 foi um sucesso, de acordo com  assessoria da Federação de Basquetebol do Rio de Janeiro, que fez uma agradecimento aos  atletas, técnicos, clubes, familiares e amigos dos atletas que compareceram e todos aqueles que de alguma forma contribuíram.

O paraibano Franco Ferreira fez parte da festa que aconteceu no ginásio da Mangueira, Instituto Mangueira do Futuro,  no Rio de Janeiro, como escolhido entre os melhores atletas do sub 17 na temporada, com a camisa do Vasco da Gama, medalha de prata na competição estadual. Ele chega em João Pessoa, nesta segunda-feira, para passar férias, com família e amigos.

Na temporada de 2017, Franco Ferreira ficou mais uma vez na segunda colocação do Campeonato Carioca de Basquetebol, na categoria sub 19. Mas uma vez se destacando na competição estadual.

Na temporada de 2018, ele resolveu voltar para atuar na Paraibana para atuar pela Unifascisa, onde fez parte do grupo que ficou na quinta colocação da Liga Ouro, em competição conquistada pelo Corinthians Paulista. A Unifacisa fez uma campanha espetacular com vitórias contra equipes tradicionais do basquete brasileiro como Brasilia, Macaé, Londrina, Brumenau.

O primeiro titulo da Unifacisa de 2018, no entanto, foi a conferência Nordeste dos Jogos Universitários Brasileiros, JUBs, disputados em Teresina, Piauí. A Unifacisa venceu os quatro jogos que disputou. Formando com Paulo Ney, Rodrigo Piru, Fábio, Manoel, Samuel, Walquécio, Adrien e Franco Ferreira Neto.

RESULTADOS JUBs 2018 – Teresina

JOGO HORÁRIO NAIPE GRUPO EQUIPE X EQUIPE

17h30 M B FMN-RN 55 X 63 UNIFACISA-PB

17h30 M B UNIFOR-CE 47 X 63 UNIFACISA-PB

20h M S/F UNIFACISA-PB 79 X 48 FAT – AL

13h M FINAL UNINASSAU-PE 45 X 69 UNIFACISA-PB

Unifacisa vence ABC de Natal em amistoso 

Uma festa. Não sou pela vitória, mas pela presença da torcida que mais uma vez, mesmo em um amistoso, lotou as arquibancadas da Arena Unifacisa. Final de jogo, marcou a vitória da Unifacisa por 96 a 59 contra o ABC de natal, domingo à tarde, em Campina Grande.

“A torcida de Campina Grande já adotou a Unifacisa e este apoio aumenta a cada evento. Mais uma vez as famílias compareceram. A presença de muitas crianças começando torcer e, principalmente, se apegando ao basquetebol. Esta é uma resposta ao projeto da Unifacisa que buscar motivar a prática do esporte”, disse o treinador Eduardo Schafer.

Destaca Eduardo Schafer que, o amistoso com o ABC de Natal correspondeu as expectativas, tanto pela presença da torcida, mas também pela qualidade do jogo com as duas equipes empenhadas em quadra. “O jogo foi satisfatório, em todo os aspectos. Um grande teste, para o Campeonato Paraibano que começa na próxima semana”.

O time da Unifacisa ainda se preparar para as disputas dos Jogos Universitários Brasileiros que acontecem em novembro, no Paraná. “O time da Unifacisa teve um desempenho, com jogadas rápidas. Ganhamos de um time profissional que treina diariamente. Isso é muito importante”, destacou Eduardo Schafer.

Foram utilizados pelo treinador Eduardo Schafer, todos 12 jogadores relacionados, para o amistoso contra o ABC de Natal: Franco Ferreira, Rodrigo Piru, Paulo Nery, Manoel, Fabão, Samuel, Chandler, Valquecio, Eduardo Filho, Adrien, Ronaldo e Paulinho.

Unifacisa é hexacampeã de basquetebol

Com mais de 100 pontos na partida final, o time da Unifacisa venceu o Interactivo e conquistou pela sexta vez consecutiva o título de campeão paraibano de basquetebol masculino adulto. O jogo aconteceu neste sábado a tarde, na Arena Unifacisa, em Campina Grande, com vitória de 102 a 49 para os donos da casa.

A Unifacisa venceu com facilidade os três primeiros quartos. Mas, o último relaxou e viu os visitantes ficarem com vantagem de um ponto.

O ala Xandrer foi o cestinha do jogo com 24 pontos, pela Unifacisa. Pedro Uchôa do Interactivo ganhou a medalha de melhor em quadra.

Parciais

Primeiro quarto 30×12

Segundo quarto  31×09

Terceiro quarto   27×13

Último quarto       14×15

A Uniacisa esteve com a seguinte formação Rodrigo Piru, Eider, Paulo Nery, Fábio, Franco, Valquécio, Samuel, Manuel, Xander, Paulinho e Avatar. o comando técnico é de Eduardo Schafer.

O Interactivo atuou com Isaac, Pedro Uchôa, Rafael, Anderson, Jefferson, Dieguinho, Diegão, Tairo e Jean. O técnico é Ronson Cortê

Arbitragem

Widelene Cardoso, João Sousa Junior, Paulo Passos, Thaise Ramos, Dayane Rodrigues, Luciene Santa Rita

Dupla Paraibana marca seus primeiros pontos como profissionais pela Unifacisa

Por GloboEsporte.com — Campina Grande

 

A vitória do Basquete Unifacisa sobre o Cerrado nessa quinta-feira colocou a equipe pela primeira vez nas semifinais da Liga Ouro de 2019 e escreveu um capítulo inédito na história do clube paraibano. Mas, paralela a narrativa do time na competição, começou a se escrever também a carreira de dois jovens paraibanos que sonham em se tornar grandes jogadores do esporte. Franco e Valquécio, que são naturais do estado e cria da casa, entraram no fim da partida diante do Cerrado e marcaram seus primeiros pontos como profissionais.

Franco marcou seu primeiro ponto pela equipe de Campina Grande — Foto: Daniel Nery / UnifacisaFranco marcou seu primeiro ponto pela equipe de Campina Grande — Foto: Daniel Nery / Unifacisa

Franco marcou seu primeiro ponto pela equipe de Campina Grande — Foto: Daniel Nery / Unifacisa

Apesar da pouca idade, 19 anos, e a sua baixa estatura, 1.69m, Valquécio diz que o Basquete é um sonho de criança e se emocionou ao falar de sua trajetória no esporte. Ele está no projeto da Unifacisa desde 2016, e só agora, em 2019, veio ter suas primeiras chances como profissional. O jovem paraibano executa a função de armador, a mesma de Barnes, um dos principais nomes do time. Com a lesão do norte-americano, que ficou de fora do ultimo jogo, Robinho entrou no seu lugar, mas isso não desanimou Valquécio, que teve a oportunidade de entrar no fim da partida, e marcou seu primeiro ponto como profissional.

– Meu primeiro ponto como profissional é inexplicável. Desde menino eu sonho em jogar numa equipe profissional. Olhar para trás e ver tudo que eu passei para chegar até aqui é algo maravilhoso. Fico até sem palavras. Agradeço ao nosso técnico Eduardo Schafer e toda a comissão por estar proporcionando um momento desse. Foi muito importante para mim e para toda minha família. Ver meu pai e minha mãe ali, torcendo por mim, foi emocionante. Eles sabem o quanto foi difícil toda a caminhada até aqui. E foi justamente no aniversário da minha mãe, eu dedico esse ponto a ela – disse o armador.

Valquécio marcou seu primeiro tento justamente no dia do aniversario de sua mãe — Foto: Daniel Nery / Unifacisa

Valquécio marcou seu primeiro tento justamente no dia do aniversario de sua mãe — Foto: Daniel Nery / Unifacisa

Mas, o baixinho não pensa em parar por aí. O seu maior sonho é atuar no exterior, e ele garantiu estar trabalhando para isso.

– Minhas expectativas para minha carreira são as melhores. Que Deus continue me abençoando cada dia mais, que as portas se abram. Vou trabalhar incansavelmente, dia após dia, para estar sempre em alto nível, no meio dos gigantes. Se Deus quiser, vou conseguir realizar mais um sonho que eu tenho desde moleque, que é de jogar fora do país – afirmou Valquécio.

Franco é natural de João Pessoa, capital do estado. Diferente do seu companheiro de equipe, ele tem a estatura ao seu favor. Com 2.02m, o pessoense atua como Ala-Pivô, e chegou à equipe campinense no ano passado. No auge dos seus 20 anos ele já sonha em desenvolver seu potencial e alcançar vôos maiores na carreira.

– Eu me sinto bastante honrado tanto por ter entrado em quadra, como também por ter pontuado pela primeira vez num campeonato profissional como a Liga Ouro. Eu espero continuar crescendo cada vez mais e mais. Quero usar essa experiencia que estou tendo aqui na Unifacisa para abrir o caminho para outras oportunidades, ou até aqui mesmo, dentro do projeto. Ver esse projeto da Unifacisa dá certo é um sonho.

Franco e Valquécio não viajaram com a delegação do Basquete Unifacisa para o estado do Paraná e não serão relacionados para os primeiros jogos das semifinais da Liga Ouro. Mas, o sonho continua. Os jovens paraibanos irão acompanhar os jogos contra o Londrina a distância. O primeiro confronto da série melhor de cinco está marcado para a próxima segunda-feira, às 20h, no Ginásio Moringão, em Londrina.

Unifacisa avança às Finais da Liga Ouro pela primeira vez na história e comprova sucesso do projeto na Paraíba: “é o início da massificação”

Um marco na história. Assim pode ser definido o feito da Unifacisa. Em sua segunda edição da Liga Ouro disputada, a equipe de Campina Grande (PB) eliminou o líder da fase de classificação na semifinal e avançou às Finais da Divisão de Acesso ao NBB CAIXA de maneira inédita.

A histórica vaga veio depois da vitória o Jogo 4 da semifinal contra o Londrina Unicesumar Basketball (PR), primeiro colocado na fase classificatória, na sempre lotada Arena Unifacisa, por 78 a 70. Com isso, a equipe fechou a série melhor de cinco em 3 a 1.

“É um feito inédito no basquete do Estado da Paraíba. Até então nenhuma equipe tinha chegado tão longe em uma disputa nacional e profissional como a Liga Ouro. Essa Liga Ouro é muito equilibrada, as oito equipes eram muito fortes, mas felizmente conseguimos. Sem dúvidas a cidade de Campina Grande, a Paraíba e o Nordeste estão muito felizes com esse feito”, disse o comandante da Unifacisa, Eduardo Schafer.

Fundada em 1999, a Unifacisa é considerada como melhor centro universitário do eixo Norte-Nordeste. O time de basquete profissional da universidade surgiu em 2012 e, um ano depois, já se sagrou campeão paraibano.

Desde então, já são seis títulos estaduais, um bicampeonato da Copa Brasil Nordeste (2016 e 2017) e um título da Supercopa Brasil em 2017. Agora, mais um troféu pode ser acrescentado à galeria do basquete do time: a Liga Ouro, que dá ao campeão uma vaga na elite do basquete brasileiro.

“A cada ano fomos dando um passo desde a fundação do projeto. Sempre tivemos o sonho de chegar ao NBB, e esse sonho agora está muito próximo. Temos um grupo muito fechado para isso e acreditamos muito que isso pode acontecer”, declarou o comandante da Unifacisa.

Os resultados dentro de quadra, no entanto, não são a única conquista do projeto do basquete profissional da Unifacisa.

“Esse é o início de uma massificação do basquete no Estado da Paraíba. A gente vê hoje o crescimento das escolinhas, clubes e crianças jogando nas praças, condomínios, enfim, tem causado um movimento muito positivo. Ficamos muito gratos com isso. Esse ano completo 35 anos de dedicação ao basquete na Paraíba, então fico muito alegre por tudo que o projeto está fazendo pela região”, contou Eduardo Schafer.

Comemora, Paraíba! Unifacisa soltou o grito da classificação às Finais da Liga Ouro pela primeira vez na história (Daniel Nery/Unifacisa)

A vaga na final não veio à toa. A Unifacisa reforçou seu elenco com jogadores de relevância no cenário nacional, como o experiente Audrei Parisotto, ex-Minas, e o ala norte-americano Nick Okorie, ex-Vasco e com participação no Jogo das Estrelas do NBB CAIXA.

Quem também merece destaque no elenco são o norte-americano Reggie e o ala/armador Robinho, campeões da Liga Ouro 2018 pelo Corinthians, o também estadunidense Nate Barnes, ex-Macaé Basquete, o ala Luizinho, ex-Londrina, o pivô Pezão, ex-Universo/Vitória, além dos remanescentes Rodrigo Piru, Chandler e Paulo Nery.

Mas os reforços não se limitaram apenas a atletas. Na parte técnica, o time contratou dois auxiliares de peso para a comissão de Eduardo Schafer: o técnico Luiz Felipe Santanna, o “Filé”, ex-Palmeiras, e o norte-americano KJ Smith, que trabalhou por quatro anos no programa de desenvolvimento de jovens do Miami Heat (NBA).

“Temos uma comissão técnica muito qualificada, então estudamos muito a equipe do Londrina para essa semifinal. Além disso, nosso grupo é muito fechado, não tem vaidade, ego, e isso ajuda muito. A vontade, garra e determinação sem dúvidas também fizeram a diferença para chegarmos à essa final da Liga Ouro”, afirmou Eduardo Schafer.

Eduardo Schefer ficou extremamente emocionado com a classificação histórica da Unifacisa (Daniel Nery/Unifacisa)

Em uma temporada de alguns altos e baixos, a Unifacisa fechou a fase de classificação na quarta posição, com campanha de oito vitórias em 14 jogos (57,1% de aproveitamento), e eliminou o Cerrado Basquete (DF) nas quartas de final por 2 a 0 – série melhor de três. Já na semifinal, passou pelos líderes da primeira fase, o Londrina, por 3 a 1.

Agora, depois de eliminar o líder da fase de classificação na semifinal, a Unifacisa terá como adversário na decisão São Paulo FC (2º) ou Oral Sin/Campo Mourão (3º). A série entre eles se encontra em 2 a 2.

Independente de quem avançar, o representante da Paraíba não terá o mando de quadra na série melhor de cinco e jogará os Jogos 3 e um possível 4 na Arena Unifacisa. Será que a motivação para essa decisão está grande? Parece que sim…

“Nosso time está muito motivado. Passamos pelo líder da fase de classificação, isso dá muita confiança para o grupo. Vamos seguir com o trabalho que está sendo feito desde janeiro para fazermos bons jogos contra São Paulo ou Campo Mourão. Temos plenas condições de vencer os jogos e alcançar mais um feito no esporte do Nordeste e toda região com o título dessa Liga Ouro, que para mim é a mais equilibrada de todos os tempos. Estamos felizes com a ida à final, mas queremos o título”, finalizou o comandante da Unifacisa, Eduardo Schafer.

Unifacisa e São Paulo fazendo a final

Garantido para a fase final da Liga Ouro de Basquetebol Masculino, equivalente a Segunda Divisão do basquete brasileiro, o time de Basquete Unifacisa ainda não sabe quem será seu adversário. É que, Campo Mourão-PR e São Paulo-SP decideram, e o tricolor venceu, a segunda vaga para decisão da competição.
“A gente quer ser campeão, independente de quem seja o adversário. Pelo lado do glamour sabemos que o São Paulo-SP é um clube de camisa. Mas, com relação as dificuldades o Campo Mourão-PR também é um time forte. Vamos buscar o título”, foi diretor em sua declaração o treinador do Basquete Unifacisa, Eduardo Schafer.
“Nosso time está muito motivado. Passamos pelo líder da fase de classificação, isso dá muita confiança para o grupo. Vamos seguir com o trabalho que está sendo feito desde janeiro para fazermos bons jogos contra São Paulo ou Campo Mourão”, afirmou o professor Eduardo Schafer.
Seguindo o comandante da Unifacisa, Eduardo Schafer, afirmou “Temos plenas condições de vencer os jogos e alcançar mais um feito no esporte do Nordeste e toda região com o título dessa Liga Ouro, que para mim é a mais equilibrada de todos os tempos. Estamos felizes com a ida à final, mas queremos o título”.
Sem esconder o contentamento pelo feito inédito no basquete do Estado da Paraíba, pois até então nenhuma equipe tinha chegado tão longe em uma disputa nacional e profissional como a Liga Ouro, o professor Eduardo Schafer, declarou “essa Liga Ouro é muito equilibrada, as oito equipes eram muito fortes, mas felizmente conseguimos. Sem dúvidas a cidade de Campina Grande, a Paraíba e o Nordeste estão muito felizes com esse feito”.
Quarto colocado, na primeira fase, o Basquete Unifacisa, teve um aproveitamento de 57,1% com 22 pontos, em 14 jogos e oito vitórias. Passou no primeiro playoff superando o Cerrado-DF com duas vitórias, com vitórias por 92 a 76, em Brasília-DF e 99 a 76, em Campina Grande. No segundo playoff, o time de Campina Grande fez 3 a 1 na série contra o Londrina-PR, com os seguintes resultados: Londrina (60×71) Unifacisa, Londrina (76×69) Unifacisa, Unifacisa (69×64) Londrina e Unifacisa (78×70) Londrina.
Para conseguir colocar o basquete paraibano no cenário brasileiro, o time de Basquete Unifacisa, conta com os seguintes atletas: Reggie, Okorie, Monroe, Barnes, Luizinho, Audrei, Pezão, Rodrigo Piru, Átila dos Santos, Mutakabbir, Chandler, Robinho, Paulo Nery, Valquécio e Franco.

Unifacisa é campeã da Liga Ouro 2019 e será primeira representante da Paraíba no NBB CAIXA: “sabemos o que esse título representa para Campina Grande”

A Unifacisa é a grande campeã da Liga Ouro 2019. Na noite desta sexta-feira (31/05), o time da Paraíba venceu o Jogo 5 das Finais contra o São Paulo FC, em pleno Ginásio do Morumbi, por 80 a 78, e conquistou o título da Divisão de Acesso ao NBB CAIXA.

Campeã da Liga Ouro, a Unifacisa terá o direito de disputar a próxima temporada do NBB CAIXA. O próximo passo é comprovar os pré-requisitos estabelecidos pela LNB para ser o primeiro representante da Paraíba na elite do basquete brasileiro.

“A gente fica muito feliz em levar esse título para o Nordeste, para a Paraíba, para Campina Grande. Temos que massificar o basquete no Brasil, descentralizar do eixo Sul-Sudeste, para que no futuro apareçam novos atletas para defender nossa Seleção, novos ídolos nacionais. Com isso o basquete vai viver dias melhores”, afirmou o treinador Eduardo Schafer.

+Estatísticas e fotos do Jogo 5 das Finais da Liga Ouro

Os grandes destaques da Unifacisa nessa vitória decisiva foram os norte-americanos Nick Okorie e Nathan Barnes, que combinaram para 44 dos 80 pontos da equipe paraibana – 23 de Okorie e 21 de Barnes.

Além deles, o pivô Pezão também foi importante e anotou um duplo-duplo de 14 pontos e 11 rebotes (17 de eficiência). Regular em todos os jogos, Pezão ainda foi coroado com o prêmio de MVP das Finais, com médias de 13,4 pontos, 9,6 rebotes e 18,2 de eficiência durante essas Finais.

“O que fiz foi ajudar a minha equipe da melhor forma possível. Trabalhamos muito forte e, por conta disso, cresci muito com os meus companheiros. Isso também é mérito deles, que me ajudaram demais”, disse o melhor jogador das Finais.

Vídeo incorporado

Autor de 12 pontos na partida, o experiente ala/pivô William Drudi fez um balanço da temporada do tricolor paulista, que só não foi perfeita por não ter alcançado o título da Liga Ouro, segundo ele.

“Nossa temporada foi quase perfeita, só faltou o título. Infelizmente o segundo lugar não é muito valorizado aqui no Brasil, mas não podemos tirar o mérito da Unifacisa, que fez dois grandes jogos aqui em São Paulo e teve personalidade para conseguir essas vitórias. Conseguimos nos reerguer duas vezes na série, até conseguir trazer a decisão para esse Jogo 5, que era o que mais desejávamos. Fico triste por não ter conseguido coroar essa torcida com o título, mas o grupo deixou 100% dentro de quadra”, afirmou o ala/pivô do São Paulo.

Em sua primeira temporada no retorno ao basquete, São Paulo conseguiu fazer uma boa Liga Ouro (Rubens Chiri/SPFC)

Depois de ter perdido a chance de fechar a série em casa, no Jogo 4, a Unifacisa não desperdiçou outra oportunidade de conquistar o título e conseguiu vencer seu segundo jogo no Ginásio do Morumbi nas Finais.

O treinador Eduardo Schafer destacou o equilíbrio e a dificuldade da competição, além de comemorar o título justamente em uma marca especial de sua carreira.

“Foi muito difícil. Todos os jogos foram equilibrados, em casa ou fora. Foi um campeonato em que todas as equipes investiram, acreditaram na Liga Ouro. Hoje me sinto muito feliz, às vezes nem acredito que estou vivendo esse momento. Estou completando 35 anos de carreira como treinador e a experiência que vivi na Liga Ouro nesses últimos dois anos não tem preço, estar vivendo o basquete de alto nível não tem igual”, afirmou o treinador.

Vídeo incorporado

A caminhada da Unifacisa até o título não foi nada simples. Nos cinco primeiros jogos do campeonato, a equipe de Campina Grande conseguiu vencer apenas um. Depois dessa sequência negativa, o time conseguiu crescer na competição e embalou de vez com quatro vitórias consecutivas.

Classificada na quarta colocação geral para os playoffs, a Unifacisa não teve muitas dificuldades para passar pelo Cerrado Basquete nas quartas de final (2 a 0). Nas semifinais, o adversário foi o Londrina/Unicesumar, líder da fase de classificação. A equipe paraibana conseguiu uma vitória fora de casa no Jogo 1 e fechou a série com duas vitórias com o apoio de seus torcedores (3 a 1).

Para o comandante Eduardo Schafer, a união do grupo foi fundamental nessa caminhada até a vitória nas Finais sobre o São Paulo.

“A união do nosso grupo foi fundamental para o título. Eles são jogadores extremamente profissionais, que acreditaram no nosso projeto e nas ideias desde o começo. É uma equipe que sempre acreditou e confiou no que estávamos fazendo. Passamos por altos e baixos na competição. Começamos muito mal, mas conseguimos crescer na hora certa. Reagimos no final do primeiro turno e crescemos nessa reta final até chegar aqui”, completou.

A Unifacisa conquistou o título da Liga Ouro logo em sua segunda participação no campeonato (Rubens Chiri/SPFC)

O ala Audrei Parisotto, capitão da equipe, falou sobre a forte relação da cidade de Campina Grande com o basquete, algo que não existia há pouco tempo atrás e que receberá partidas do NBB CAIXA na próxima temporada.

“A gente sabe o que esse título representa para Campina Grande, a gente viveu toda aquela comoção que foi na cidade, foi impressionante. Acho que as pessoas não têm ideia do que aconteceu lá, em qualquer lugar que você ia as pessoas te reconheciam, falavam sobre os jogos e torciam muito. Lógico que estamos muito felizes pela conquista, mas principalmente pelos torcedores da cidade, que era um lugar que não tinha basquete e hoje está comemorando esse título”, afirmou Audrei.

Confira os resultados das Finais:

Jogo 1 – São Paulo 72 x 81 Unifacisa

Jogo 2 – São Paulo 85 x 84 Unifacisa

Jogo 3 – Unifacisa 71 x 66 São Paulo

Jogo 4 – Unifacisa 82 x 86 São Paulo

Jogo 5 – São Paulo 78 x 80 Unifacisa

Veja os campeões do Brasil

Nome: Nicholas Nathaniel Okorie
Posição: Ala
Naturalidade: Minneapolis (EUA)
Data de Nascimento: 22/07/1988
Altura: 1.86
Peso: 90kg

Nome: Rodrigo Italo de Almeida Lima
Posição: Armador
Naturalidade: São Bernardo do Campo (SP)
Data de Nascimento: 04/01/1994
Altura: 1.94
Peso: 89kg

Nome: Chandler Yury Chaves
Posição : Ala
Naturalidade: Araporã (MG)

Data de Nascimento: 19/06/1992
Altura: 2.01
Peso: 98kg

Nome: Rodrigo Reis Silva
Posição: Ala/Pivô
Naturalidade: Aracaju (SE)
Data de Nascimento: 27/10/1990
Altura: 2.05
Peso: 107kg

Nome Luiz Fernando Lima dos Santos
Posição: Ala
Naturalidade: Santos (SP)
Data de Nascimento: 17/07/1993
Altura: 1.95
Peso: 96kg

Nome: Audrei Parisotto
Posição: Ala
Naturalidade: Santa Cruz do Sul (RS)
Data de Nascimento: 27/09/1984
Altura: 1.95
Peso: 94kg

Nome: Valquécio Silva Cruz
Posição: Armador
Naturalidade: Campina Grande (PB)
Data de Nascimento: 05/08/1999
Altura: 1.69
Peso: 66kg

Nome: Paulo Rogerio Nery
Posição: Ala
Naturalidade: São Paulo (SP)
Data de Nascimento: 17/03/1981
Altura: 1.9
Peso: 87kg

Nome: Wilmar Borges Garcia
Posição: Ala/Pivô
Naturalidade: Goiânia (GO)
Data de Nascimento: 28/03/1993
Altura: 2.03
Peso: 108kg

Nome: Reginald Andrew Larry
Posição: Ala/Pivô
Naturalidade: USA
Data de Nascimento: 20/10/1986
Altura: 2.02
Peso: 105kg

Nome: Fabio Conceição Alexandrino
Posição : Pivô
Naturalidade Osasco (SP)
Data de Nascimento: 30/05/1995
Altura: 1.94
Peso: 94kg

Nome: Nathaniel David Barnes
Posição: Armador
Naturalidade: Cleveland (OH) – EUA
Data de Nascimento: 16/03/1990
Altura: 1.83
Peso: 82kg

Nome: Átila Sacramento dos Santos
Posição: Pivô
Naturalidade: Salvador (BA)
Data de Nascimento: 15/09/1983
Altura: 2.08
Peso: 110kg

Nome: Samuel Robsson dos Santos Cabral
Posição : Ala
Naturalidade: Campina Grande (PB)
Data de Nascimento: 19/12/1995
Altura: 1.85

Peso: 74kg

Nome: Franco Ferreira de Sousa
Posição: Ala
Naturalidade: João Pessoa (PB)
Data de Nascimento: 04/02/1999
Altura: 2.02
Peso: 96kg

Comissão Técnica
Treinador/Técnico: Eduardo Schafer
Fisioterapeuta: João Paulo Campos de Souza
Fisioterapeuta: Igor de Azevêdo Rodrigues da Costa Ramos
Supervisor: Paulo de Araújo Neto
Supervisor: Luiz Roberto Colli Bógus
Supervisor: Eduardo Henrique Coura Schafer
Assistente Técnico: Herbert Schafer Neto
Assistente Técnico: Kevin Allen Smith Jr
Assistente Técnico: Felipe Luiz Santana
Médico: Diego Nery Benevides Gadelha

Médico: José Bismark Fernandes
Preparador Físico: Washington Almeida Reis
Massagista/Atendente: Francisco de Assis da Silva

Deixe um comentário