Colunistas

Causos & Lendas do Nosso Futebol: Você se lembra do lateral Levi?

Ele nasceu na cidade de Condado, sertão paraibano, no dia catorze de novembro de mil novecentos e sessenta. Foi batizado pelos seus pais com o nome de Levi Marcelino Gomes mas para o mundo da bola ele ficou conhecido como o competente lateral direito “LEVI”.A sua vitoriosa carreira iniciou-se no Nacional Atlético Clube, o alviverde da cidade de Patos, precisamente no ano de 1977. Época em que teve como companheiros jogadores do nível de Messias, João Grilo, Teomar, Tico, Dadinho, Diá, Catê dentre outros.  Depois de destacar – se com a camisa do canário do sertão, Levi, foi observado pelos dirigentes do Treze Futebol Clube, equipe que não pensou duas vezes e o contratou para defender o alvinegro da Serra da Borborema.No Galo da Borborema Levi não só caiu nas graças da enorme torcida alvinegra, como se encaixou nos esquemas táticos dos respectivos treinadores que passaram no Presidente Vargas. Ele honrou e suou a camisa do Treze Futebol Clube por sete temporadas seguidas, tendo contribuído e participado daquele projeto do clube que foi vitorioso e que conquistou o tricampeonato nos áureos anos de 1981, 1982 e 1983. Quem não se lembra de jogadores como Hélio Show, Lulinha, Flávio, Joãozinho Paulista, Fernando Baiano, Hélio Sururú e outros que ao lado de Levi participaram daquela conquista?

Depois dessas significativas conquistas pelo Treze Futebol Clube, Levi foi contratado pelo Clube Náutico Capibaribe, trocando os gramados do Presidente Vargas pelos gramados dos Aflitos. No alvirrubro pernambucano, teve a oportunidade de disputar diversas temporadas estaduais e nacionais.Em 1989, foi campeão pernambucano na lateral direita do Clube Náutico Capibaribe, quando na partida final venceram a forte equipe do Santa Cruz Futebol Clube, por dois tentos a um com a seguinte formação: Mauri, Levi, Lúcio Surubim, Romildo e Junior, Muller, Erasmo, Haroldo, Newton, Bizu e Nivaldo, escalação que até hoje a torcida timbu sabe de cor.Levi também jogou pelo Clube Atlético Taquaritinga, equipe tricolor do interior de São Paulo, onde teve a oportunidade de disputar o campeonato paulista de futebol. Outra oportunidade do nosso homenageado em São Paulo, foi na cidade de Americana, onde ele jogou pelo alvinegro Rio Branco Esporte Clube. Essas passagens no futebol do interior paulista serviram de experiência e aprendizagem ao nosso homenageado.Em 1993, Levi resolveu pendurar as suas famosas e disputadas chuteiras, despedindo-se dos gramados com a camisa do Clube Náutico Capibaribe. Ali encerrava-se uma carreira vitoriosa de atleta e começava a carreira de treinador, pois Levi tem muito o que repassar de suas experiências em campo com a camisa de número dois.

Como treinador, já passou pelas agremiações do Clube Náutico Capibaribe, Sport Clube do Recife, Santa Cruz Futebol Clube, Centro Sportivo Alagoano-CSA, Clube Atlético do Porto, Central Sport Club, Associação Desportiva Confiança, Campinense Clube e Treze Futebol Clube.Hoje, o competente profissional, está como coordenador do futebol de base do Clube Náutico Capibaribe, trabalhando em cima da formação dos futuros atletas do alvirrubro pernambucano. Aliás, é preciso aqui destacar que a garotada sob o seu comando vem obtendo sucesso e títulos.Para nós torcedores, cronistas e desportistas ficou a certeza de que o profissional Levi Marcelino Gomes, o popular “LEVI”, escreveu o seu nome com tintas douradas e perpétuas na brilhante história do futebol paraibano.
Serpa Di Lorenzo

Historiador, Membro da ACEP e APBCE

falserpa@oi.com.br

Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.