Futebol

Bolinha enxerga SAF do Treze como inevitável e mira em técnico para o pré-nordestão

Bolinha enxerga SAF do Treze como inevitável e mira em técnico para o pré-nordestão

Pouco mais de 15 dias após assumir a presidência do Treze no lugar de Olavo Rodrigues, que renunciou ao cargo, o empresário Arthur Bolinha garantiu que a Sociedade Anônima de Futebol, a famosa (SAF), é inevitável no Galo. Segundo ele, a tendência é que o alvinegro se torne um clube empresa em breve.

Cauteloso, Bolinha disse que antes de qualquer movimentação nesse sentido, se faz necessário que o alvinegro passe por um processo de valorização que o permita receber um montante maior quando a transação for realizada no futuro e, com isso, possa se estruturar ainda mais.

Ele observou que o alvinegro tem condição de se estruturar melhor, considerando um planejamento mais assertivo, que vai desde a questão orçamentária até as contratações.

“Estamos focados na diminuição significativa das dívidas que hoje o Treze tem e, com isso, vislumbrar a possibilidade da vinda de muito mais recursos e, naturalmente, de investimentos futuros” disse.

Com olhar de empresário, Bolinha observou que, a sociedade é algo inevitável vislumbrando uma autossustentabilidade do Treze. Já vislumbrando a execução de um negócio mais rentável para o clube, ele enfatizou que se faz necessário que o Treze passe por um processo de valorização.

“Constituímos um grupo para fazer um projeto em torno da SAF, que deve estar em fase conclusiva, o valor eixo, de quanto valeria o Treze atualmente; no entanto, ainda não está definido. Mas eu tenho uma opinião pessoal sobre o assunto: eu acho que o Treze vive um momento em que é melhor se estruturar um pouco mais, para que, durante esse processo da SAF, que é inevitável, uma verdadeira questão de tempo, se consiga valorizar mais o clube. Do jeito que está, teremos um subdimensionamento do valor que o clube verdadeiramente tem potencial de mercado — afirmou o presidente trezeano.

Nos últimos meses foi especulado a possibilidade do atacante Hulk, do Atlético-MG, ser um dos interessados em encabeçar o projeto SAF de compra do Treze. O boato, no entanto, foi negado pelo staff do camisa 7 do Galo Mineiro.

Em relação a disputa da pré-Copa do Nordeste, o presidente Artur Bolinha, disse aguardar a definição das datas para direcionar melhor a montagem do time, mas despistou sobre a contratação do técnico. Nos últimos dias, além do nome de Marcelinho Paraíba, Flávio Araújo também foi especulado. O Treze foi confirmado na competição regional.

Segundo Bolinha, o Treze aguardava a confirmação da Liga do Nordeste, em relação a sua participação na pré-Copa do Nordeste. Caso o Galo tenha êxito na disputa, garante um calendário a mais no primeiro semestre do clube em 2023, além de uma boa cota em dinheiro, que seria um suporte a mais nas finanças.

 O Alvinegro entra como melhor colocado da Paraíba no Ranking de Clubes da CBF, atrás apenas do Botafogo-PB, que entrou na competição por ter sido vice-campeão paraibano, mas ainda resta saber quando acontecerão os jogos. Artur Bolinha falou sobre esse planejamento, afirmando que só terá um melhor direcionamento quando souber se a disputa será perto do início da próxima pré-temporada, ou não.

“Vamos disputar a pré-Copa do Nordeste. É aguardar apenas a definição de quando será o período, para que possamos estabelecer de forma objetiva o planejamento e, obviamente, o perfil de time que a gente vai poder apresentar para essa disputa. Se o Treze tiver que montar um time apenas para a pré-Copa do Nordeste, estando distante do início da próxima temporada, é uma realidade”, disse o presidente.

Sobre a contratação do técnico, Artur Bolinha despistou, afirmando que, antes de tudo, será feita a contratação de um gerente de futebol.

“Ainda não conversamos com nenhum treinador. Antes disso, vamos optar pela contratação de um gerente de futebol, que isso vai dar um suporte estratégico nesse momento, e depois a gente vai definir sobre o treinador”, disse.

A pré-Copa do Nordeste será disputada por 24 clubes e em 2022 acontecerá em duas fases de mata-mata. Ao fim da competição, quatro times garantem vaga na fase de grupos da Copa do Nordeste de 2023 para se juntar a outras 12 equipes. (SL)

Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.