Colunistas

Causos & Lendas do Nosso Futebol: Você se Lembra de Walter Castro?

Causos & Lendas do Nosso Futebol: Você se Lembra de Walter Castro?

Ele nasceu na então arborizada e pacata cidade de João Pessoa, precisamente no dia catorze de dezembro do ano de mil novecentos e trinta e seis. Os seus pais o batizaram com o nome de Walter de Oliveira Castro, mas para o mundo da bola ele ficou conhecido como o desportista “Walter Castro”.Desde cedo o nosso homenageado começou a prática dos esportes, jogando na posição de goleiro em várias equipes amadoras existentes em nossa capital. A sua estatura física  o beneficiava embaixo dos três paus. As bolas altas cruzadas ou chutadas em direção do gol normalmente terminavam em seus longos e ágeis braços.E foram esses atributos que levaram Walter Castro a vestir a disputada camisa de número um do Botafogo Futebol Clube no início da década de sessenta. Sua passagem com grandes defesas no alvinegro marcou o torcedor da época.Walter Castro também honrou a camisa do aguerrido Santos Futebol Clube, antigo celeiro de bons jogadores de nossa cidade, o conhecido e popular Santos de Tereré, equipe que, lamentavelmente, abandonou o departamento profissional e hoje trabalha apenas com as categorias de base.O nosso goleiro também teve uma breve passagem no Treze Futebol Clube, da belíssima cidade de Campina Grande, sempre demonstrando segurança e firmeza aos torcedores e aos cronistas esportivos da época.

Paralelamente às suas atividades de atleta profissional nos campos de futebol, Walter Castro também foi goleiro de futebol de salão, jogando em várias equipes da capital e sendo destaque quando atuou na fortíssima equipe do Esporte Clube Cabo Branco, o tradicional alvirrubro de Miramar.Quando ele abandonou os estádios e as quadras como atleta, nasceu um grande treinador de futebol de campo e de salão, tendo destaque maior nas quadras da bola pesada, onde dirigiu times e seleções de nossa capital.Podemos citar que Walter Castro treinou várias equipes paraibanas nos antigos e disputados campeonatos dos comerciários e bancários. Ele também treinou a forte equipe de salão da então Escola Técnica Federal da Paraíba, campeã brasileira na cidade de Campos, estado do Rio de Janeiro, em 1974, que tinha no plantel excelentes atletas de destaques como Ademar, Rosaldo, Joel, Tito, Ovídio, Quincas e tantos outros.Walter Castro também dirigiu várias seleções universitárias do nosso estado em competições regionais e nacionais. Outra demonstração dele de amor ao esporte foi trabalhar como bandeirinha e árbitro em competições de futebol de salão em nosso estado.Se não bastasse toda essa contribuição ao nosso esporte, Walter Castro, trabalhou como gerente administrativo por catorze anos na antiga Sudepar – Superintendência dos Estádios da Paraíba, órgão estadual que administrava as nossas maiores praças de esportes do estado.E quando foi no dia dezesseis de fevereiro do presente ano o nosso homenageado não resistiu ao Covid–19 e foi a óbito, deixando um enorme legado a ser seguido pelos desportistas atuais. Ele fez parte de uma geração de abnegados desportistas que viviam para o futebol, diferentemente dos que hoje vivem do futebol.Para nós torcedores, cronistas e desportistas paraibanos ficou a certeza de que Walter de Oliveira Castro, o popular “Walter Castro”, escreveu o seu nome com tintas douradas e perpétuas na brilhante história do esporte paraibano.
Serpa Di LorenzoHistoriador, Membro da ACEP e APBCEfalserpa@oi.com.br

Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.