Atletismo

CREF10/PB) atua estudante com Cédula falsa e registro de outra pessoa

O Conselho Regional de Educação Física da Paraíba (CREF10/PB) autuou, na noite dessa sexta-feira (11), um estudante que utilizava Cédula de Identidade Profissional (CIP) falsa e registro de outra pessoa, no bairro do Catolé, em Campina Grande. Segundo a equipe de fiscalização do CREF10, o rapaz, de 23 anos, não apresentou o documento quando solicitado e teria feito cadastro na academia onde foi identificado, utilizando um número do CREF9/PR. Durante a averiguação, os fiscais constataram que o registro, na verdade, pertence a uma mulher, profissional que atua no Paraná. 

De acordo com o presidente do Conselho, Paulo Ferreira, a autuação ocorreu após denúncia anônima. “Recebemos a informação e nos preparamos para fazer a constatação no local. Verificada a irregularidade, o rapaz tem 15 dias para fazer a sua defesa perante ao Conselho, que também apresentará denúncia ao Ministério Público, Polícia Federal e Polícia Civil, já que houve, ainda, a prática de outros crimes, como falsidade ideológica”, disse. 

Segundo o presidente, esse tipo de abordagem faz parte das ações de rotina da equipe de orientação e fiscalização, que, só no último mês de janeiro, realizou 365 ações em 10 cidades, entre elas João Pessoa e Campina Grande. “Foram fiscalizadas 200 pessoas físicas, sendo quatro notificadas por irregularidades; e 165 jurídicas, das quais 24 com notificações”, revelou o presidente. “Nossa missão é realizar, cada vez mais, ações de orientação e fiscalização, no sentido de resguardar a saúde da sociedade e valorizar o verdadeiro profissional da área”, finalizou Paulo Ferreira. 

Comunicação do CREF10

As informações publicadas também pelo jornalista Ubiratan Cirne em seu perfil de Facebook

Ubiratan Araujo Cirne

FLAGRANTE: filho de deputado federal usava documentação falsa para atuar como personal trainer em Campina Grande/PBO Conselho Regional de Educação Física da Paraíba (CREF10/PB) autuou, na noite dessa sexta-feira (11), um estudante que utilizava Cédula de Identidade Profissional (CIP) falsa e registro de outra pessoa, no bairro do Catolé, em Campina Grande.

Segundo a equipe de fiscalização do CREF10, Gabriel Lemos, de 23 anos, não apresentou o documento quando solicitado e teria feito cadastro na academia onde foi identificado, utilizando um número do CREF9/PR. Durante a averiguação, os fiscais constataram que o registro, na verdade, pertence a uma mulher, profissional que atua no Paraná.Após a autuação, o jovem que é filho do deputado federal Julian Lemos e se apresentava nas redes sociais como “Personal Trainer”, apagou todas as fotos e mudou a descrição da biografia no Instagram.

De acordo com o presidente do Conselho, Paulo Ferreira, a autuação ocorreu após denúncia anônima. “Recebemos a informação e nos preparamos para fazer a constatação no local. Verificada a irregularidade, o rapaz tem 15 dias para fazer a sua defesa perante ao Conselho, que também apresentará denúncia ao Ministério Público, Polícia Federal e Polícia Civil, já que houve, ainda, a prática de outros crimes, como falsidade ideológica”, disse.

Segundo o presidente, esse tipo de abordagem faz parte das ações de rotina da equipe de orientação e fiscalização, que, só no último mês de janeiro, realizou 365 ações em 10 cidades, entre elas João Pessoa e Campina Grande. “Foram fiscalizadas 200 pessoas físicas, sendo quatro notificadas por irregularidades; e 165 jurídicas, das quais 24 com notificações”, revelou o presidente. “Nossa missão é realizar, cada vez mais, ações de orientação e fiscalização, no sentido de resguardar a saúde da sociedade e valorizar o verdadeiro profissional da área”, finalizou Paulo Ferreira.

O Soesporte coloca seu espaço à disposição do estudante para fazer sua defesa, e justificar o fato. Seguimos o que determina o direito de resposta e defesa.

Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.