FutSal

Jardiel marca no fim, e Brasil vence Argentina em Buenos Aires

Maicon encosta por trás de Maxi Espinillo na marcação. Logo atrás, aparece Tiago Paraná. Os brasileiros vestem camisa amarela e calção azul. Foto: Florina Rosescu.

Com um gol de Jardiel aos 13 minutos do segundo tempo, o Brasil derrotou a Argentina por 1 a 0 nesta quarta-feira (6), em partida válida pela segunda rodada da Copa Tango, em Buenos Aires. A vitória somada ao empate sem gols da estreia contra os ingleses leva os brasileiros a quatro pontos, um à frente da equipe principal da casa. A Inglaterra, que ficou no 1 a 1 com a Seleção sub-23 argentina no jogo que abriu a jornada de hoje, tem dois, contra um do time juvenil argentino.

CHAVE ÚNICA
TIME J P V E D GP GC SG
1º BRASIL 2 4 1 1 0 1 0 1
2º ARGENTINA 2 3 1 0 1 2 1 1
3º INGLATERRA 2 2 0 2 0 1 1 0
4º ARGENTINA SUB-23 2 1 0 1 1 1 3 -2

Nesta fase, todos jogam contra todos e os dois que somarem mais pontos fazem a final. A última rodada da fase classificatória será realizada nesta quinta, com os seguintes confrontos:

15h: Argentina x Inglaterra
17h: Argentina Sub-23 x BRASIL

Os duelos vêm sendo mostrados ao vivo na página da Fadec (sigla em espanhol para Federação Argentina de Esportes para Cegos) no Facebook (LINK AQUI). A decisão será na sexta (8), às 17h. Um pouco mais cedo, às 15h, ocorre o confronto pela medalha de bronze. Esta é a quarta edição do torneio, a segunda com participação dos brasileiros, campeões em 2019.

Apostando em novidades, como o goleiro Guido Consoni, que substituiu o veterano Germán Muleck, o técnico argentino Claudio Falco tentou surpreender a Seleção Brasileira, que repetiu a escalação da estreia com Matheus Costa; Maicon, Gledson, Tiago Paraná e Jardiel. O primeiro tempo foi levemente favorável aos anfitriões, que tiveram duas boas chances em finalizações de Maxi Espinillo (defendida por Matheus) e Daniel Iturria (chutou cruzado, para fora). Na etapa final, o confronto se mostrou mais pegado e a superioridade física brasileira fez a diferença. Na terceira falta coletiva da Argentina, a dois minutos do fim, a cobrança veio rápida com Maicon rolado para Jardiel. O camisa 10 aproveitou o vacilo somado ao cansaço dos adversários, passou facilmente à frente de Iturria e Espinillo e chutou cruzado, no canto baixo esquerdo do goleiro.

“Funcionou o coletivo, conseguimos compactar bem a marcação e, lá na frente, atacamos com três, do jeito tradicional do Brasil, com intensidade. No finalzinho, a persistência resultou no meu gol que ajudou com os três pontos. É manter isso para conseguir a vaga na final”, comemorou Jardiel, atleta da Apace-PB.

Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.