Colunistas

Rivalidade a toda prova no Paraibano 2021

O Botafogo fez três amistosos. Foto - ascom do Náutico-PE

Rivalidade a toda prova no Paraibano 2021

A maior competição esportiva do Estado vai acontecer em 2021 e tem início programado para o dia 17 de março. O Campeonato Paraibano de Futebol retorna repaginado, mais compacto. A nova fórmula de disputa, com menos jogos, trará de volta toda aquela rivalidade tradicional entre os clubes do Estado.

O Treze é o atual campeão e defenderá o título com uma novidade na área técnica. O clube terá o ex-atacante Marcelo Paraíba como treinador nessa temporada. O ex-jogador faz sua estreia no novo cargo já na Copa do Nordeste, que tem início ainda em fevereiro. Querendo estragar a festa do rival, Botafogo e Campinense também se reforçaram em busca pelo título Estadual. Escolha seu favorito e se divirta fazendo uma aposta online esportiva.

Favoritos

O Botafogo é o maior vencedor do Paraíbano com 30 conquistas. A equipe de João Pessoa conseguiu um tricampeonato espetacular em 2017, 2018 e 2019, mas ano passado foi surpreendido pelo Treze na semifinal. Querendo recuperar o seu domínio, o time aposta no trabalho do técnico Marcelo Vilar, que está contente com o rendimento de seus jogadores durante a pré-temporada.

“Tem sido muito boa a pré-temporada. A gente tem muito a crescer e a desenvolver. Nós vamos ter um time rápido, um time com atletas qualificados. É uma equipe que está mesclando a experiência de uns com a juventude de outros. Estou gostando do que estou vendo”, falou o treinador.

Campinense continua se preparando em amistosos. Foto – ascom do Campinense

Assim como o Botafogo, o Campinense também quer recuperar o posto de melhor time do Estado. Mas para isso, o time de Campina Grande terá que quebrar um jejum de cinco anos sem conquistas. A última vez que a equipe foi campeã foi no Paraibano 2016. Além disso, o Campinense teve que se contentar com o vice-campeonato por três temporadas seguidas (2018 a 2020). Para reconquistar a estadual, a equipe do interior montou um elenco forte, com uma mescla de juventude e experiência. Destaque para o zagueiro Júnior Gaúcho, de 32 anos, e o retorno do meia Marcelinho.

Já no Treze, além do técnico Marcelinho Paraíba, o atual campeão chega com reforços como o meia Buringueta, de 27 anos e o atacante Sony Anderson, que vem se destacando nos últimos treinos do Galo da Borborema. O favoritismo ainda é do Alvinegro.

Vale lembrar que desde 2010, o Paraibano é decidido entre Botafogo, Campinense e Treze. Este ano, a tendência é que a briga continue entre estes três clubes.

A fórmula de disputa

A edição de 2021 será mais curta, com apenas 11 datas. Na primeira fase, as oito equipes se enfrentam em turno único. Apenas uma delas será rebaixada. Os dois primeiros colocados se classificam direto para a fase semifinal. A novidade fica para a segunda fase, uma espécie de repescagem que apresenta o duelo entre o terceiro ao sexto colocado e do quarto contra o quinto colocado, os dois confrontos em jogo único. Os vencedores destes duelos serão os outros semifinalistas. Na semifinal, também em jogo único, o 1º colocado encara o vencedor do confronto entre 4º e 5º e o 2º colocado pega o vencedor do duelo entre o 3º e o 6º. A decisão será realizada em jogos de ida e volta. O jogo final está marcado para o dia 26 de maio.

O Treze se prepara para três competições. Foto – ascom do Treze

Além do Estadual

Treze e Botafogo serão os representantes do Estado da Paraíba na Copa do Nordeste. O time de João Pessoa abre a competição no dia 27 de fevereiro diante do 4 de Julho, do Piauí, em casa. No mesmo dia, o Treze visita o CSA. Os rivais estão em grupos diferentes na competição, mas o cruzamento das chaves garantiu pelo menos um confronto na primeira fase entre Botafogo x Treze. Este jogo acontecerá no dia 28 de março, no estádio Amigão.

Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.