Futebol

TJDF-PB vota a favor de Egon e garante pontos do Atlético

Por quatro votos a três, o Pleno do Tribunal de Justiça Desportiva de Futebol da Paraíba aprovou o pedido de nulidade do processo que consta o envolvendo o zagueiro Egon, do Atlético de Cajazeiras. A sessão aconteceu nesta quarta-feira, 15. O resultado beneficiou o Trovão Azul, que não corre o risco de perder pontos. O caso ainda cabe recurso.

A relatora, Valleska Trindade não aceitou as contestações do Sport Lagoa Seca e Treze, que entraram como partes interessadas no processo. A procuradora se manifestou pela nulidade da punição de Egon e votou a favor do Atlético de Cajazeiras. A denúncia era de que o atleta teria jogado irregularmente nas partidas do Campeonato Paraibano deste ano.

Presidente: Raoni Lacerda Vita (Clubes)

Procurador-geral: Fábio Ramos Trindade

Votos a favor do Atlético

Relatora: Valleska Trindade, voto pela nulidade da punição, ficando a favor do Atlético

Vice-presidente: Hermano Gadelha de Sá (Federação),

Odilon Amaral Netto (Atletas), voto a favor do Atlético, acompanhando a relatora

Gabriel Barbosa de Freitas Neto (OAB), voto a favor do Atlético, acompanhando a relatora

Votos contra a relatora

Luís Artur Sabino de Oliveira (Árbitros), não concordou com a procurada

Gustavo Nunes de Aquino (OAB), não concordou com a procurada

Rogério da Silva Cabral (Clubes), não concordou com a procurada

Francisco Glauberto Bezerra Júnior (Atletas), não participou da sessão e justificou ausência

Caso Negueba

Por 7 a 0, a votação do Pleno do TJDF-PB pela prescrição do processo que tratava do pedido de revisão interposto pelo atleta Emerson Ramon Bezerra Oliveira (Negueba), que atua no CSP.

Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.